Governo entrega veículos para produção agrícola e pecuária familiar e lança edital do PAA-Leite

Por meio do PAA Leite, o Governo de Sergipe irá adquirir a produção da bacia leiteira e entregar mais de 100 mil litros de leite, por semana, para cerca de 16 mil beneficiários e entidades socioassistenciais

Nesta quinta-feira (06), representando o governador Belivaldo Chagas, o secretário Geral de Governo, José Carlos Felizola, realizou a entrega de 11 veículos para prefeituras e cooperativas, com o objetivo de favorecer a produção agrícola e pecuária familiar em Sergipe. Na ocasião, foi lançado o edital do Programa de Aquisição de Alimentos PAA – modalidade Leite, que visa levar segurança alimentar e fortalecer a economia local por meio do estímulo à agricultura familiar. 

“É um dia muito importante, afinal de contas, estamos entregando veículos e assinando termos tão importantes para a agricultura familiar do estado de Sergipe. Esses veículos irão ajudar na assistência técnica dos municípios, entidades de organização civil e, também, esse programa do leite, que o governador autorizou no valor de R$ 3,7 milhões, ajudará os pequenos produtores de leite do Alto Sertão, fortalecendo a economia, fixando o homem no campo, gerando renda e dignidade para o nosso povo sertanejo”, ressaltou Felizola.

Com isso, o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), coloca à disposição para prefeituras e cooperativas os veículos para o fortalecimento da produção agrícola e pecuária familiar a partir do apoio ao escoamento da produção e do acompanhamento da assistência técnica/social em Sergipe. O investimento é da ordem de R$ 568.700,00, fruto de emenda parlamentar do deputado João Daniel, para aquisição de 11 veículos do tipo Siena, na cor branca, com 04 portas, flex (gasolina e etanol), ano de fabricação 2020, modelo 2021. “É um esforço para garantir que o Governo do Estado, a Secretaria da Agricultura, os órgãos que trabalham na área da agricultura familiar, produção de alimentos, possam ter algum apoio e estrutura através destas emendas”, declarou o deputado federal João Daniel.

O apoio à atividade agropecuária tem uma grande importância econômica para os municípios e cooperativas, principalmente no atual período de pandemia com significativo impacto da Covid-19 na agricultura familiar. Portanto, a distribuição dos veículos tem também as finalidades de se somar às diversas ações emergenciais do Estado para mitigação e resposta ao impacto da pandemia, na preservação do homem do campo no campo, no apoio à busca de crédito, na elaboração de projetos e na segurança alimentar e nutricional das famílias do interior sergipano.

De acordo o prefeito de Tobias Barreto, Dilson de Agripino, um dos veículos será destinadoà Secretaria de Agricultura do município para servir ao homem e à mulher do campo, sobretudo para garantir assistência aos sete assentamentos existentes na localidade.  “Vai dar assistência ao povo, para levar os técnicos para olhar os tratores que o governo do Estado está enviando para arar a terra das pessoas mais simples. Estará à disposição para servir em todos os segmentos, da agricultura familiar, assim como as associações e aos assentamentos”.  

Outro beneficiado com o veículo foi a Associação de Camponeses e Camponesas do Estado de Sergipe, com sede em Itabaianinha. Para a presidente Ana Maria dos Santos Guimarães, a iniciativa irá aproximar a instituição dos produtores agrícolas. “É muito importante porque vai contribuir bastante para potencializar as ações que a associação já desenvolve. Ações de comercialização, de assistência técnica para os agricultores que estão nas suas localidades e têm dificuldade de se locomover. O veículo vai contribuir bastante para fazer com que a gente chegue a essas comunidades, basicamente da região Sul e Centro sul do estado”.

Recebem os veículos, as Prefeituras de Pedra Mole, Feira Nova, Divina Pastora, Santa Rosa de Lima, Tobias Barreto; o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Sucos, Amidos, Cervejas, Refrigerantes e Afins do Estado de Sergipe (Sindisa), de Estância; a Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e agricultoras familiares do Estado de Sergipe (Fetase), o Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Itabi; a Associação de Camponesas e Camponeses do Estado de Sergipe (Accese), de Itabaianinha; a Cooperativa Nordestina de Industrialização de Produtos Agropecuários LTDA (Coopernordestina), de Poço Redondo, e o Instituto Federal de Sergipe (IFS), de Aracaju.

PAA – LEITE

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), autorizou o Edital de Chamada Pública, referente ao Programa de Aquisição de Alimentos – modalidade Leite (PAA Leite), no valor total de R$ 3.750.000,00, visando à execução do Convênio Federal celebrado entre a Seagri e o Ministério da Cidadania, que tem como objetivo convidar as Cooperativas e/ou Laticínios, formalmente constituídos, para prestação de serviços de captação, transporte, beneficiamento e distribuição do leite, tipo integral, em saquinho, consolidando a preocupação com a situação de vulnerabilidade social por parte do Governo do Estado.

Por meio do PAA Leite, o Governo de Sergipe irá adquirir a produção da bacia leiteira e entregar mais de 100 mil litros de leite por semana para cerca de 16 mil beneficiários e entidades socioassistenciais. Segundo o secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, com o programa, o objetivo é atender as famílias que se encontram em insegurança alimentar e nutricional e, ao mesmo tempo, fortalecer a bacia leiteira do estado. “O PAA Leite retorna ao estado depois de muitos anos. Serão centenas de litros, diariamente, entregues nesses municípios. O papel da cooperativa é entregar esse leite e o papel do município será a distribuição em condições que esse leite chegue lá na ponta e com qualidade. Assim, esse produto será doado para pessoas em situação de vulnerabilidade, inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). Estamos falando de um programa de seis meses, com  quase R$ 4 milhões de reais, isso vai com certeza gerar emprego de forma direta e indireta”, explicou o secretário, destacando que o Alto Sertão movimenta cerca de R$ 2 milhões diariamente em torno do leite e com o programa, a ideia é fortalecer ainda mais a atividade leiteira, equilibrando o preço do leite praticado na região.

Desta forma, o Estado de Sergipe, em parceria com os municípios do Alto Sertão Sergipano, Canindé de São Francisco, Gararu, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo e Porto da Folha, implementa, assim, mais uma iniciativa com foco na expansão do processo de inclusão social junto às famílias de baixa renda do estado.

Para o engenheiro agrônomo Marcelo Alves, presidente da Cooperativa Nordestina de Industrialização de Produtos Agropecuários, localizada em Poço Redondo, o programa traz otimismo e expectativa para cadeia produtiva do Sertão. “Esse projeto vai fortalecer, cada vez mais, os pequenos agricultores, pequenos pecuaristas da região. Vai valorizar o leite, garantido o preço justo e o mercado para comercializar o produto, já que, hoje, a grande dificuldade de nós, pequenos agricultores e produtores de grãos e leite, o gargalo, é a comercialização”, revelou.

Comente: