Governo de Sergipe já distribuiu 95 mil máscaras e mais de 9,5 mil litros de álcool a populações vulneráveis

Itens de proteção foram entregues para pessoas em situação de vulnerabilidade, comunidades tradicionais e profissionais que atuam na rede socioassistencial

Entendendo a importância das medidas preventivas ao contágio pelo novo coronavírus, desde o início da pandemia de Covid-19 o Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Inclusão Social (Seias), vem realizando ações com o objetivo de levar máscaras de tecido de proteção respiratória e álcool 70% para a populações socialmente vulneráveis e trabalhadores que atuam no Sistema Único de Assistência Social (Suas) nos 75 municípios sergipanos. Através das campanhas “Proteger é Cuidar” e “Cuidando de Quem Cuida”, já foram entregues 95 mil máscaras e 9.550 mil litros de álcool à população que frequenta o Restaurante Popular Padre Pedro, em Aracaju, a comunidades tradicionais, entidades que atendem grupos vulneráveis, unidades de acolhimento para idosos, crianças e adolescentes, e trabalhadores da rede socioassistencial.

Dentre as máscaras de tecido distribuídas, 70 mil unidades foram destinadas a grupos vulneráveis, como comunidades quilombolas, povos ciganos, povos de terreiros, entidades LGBT, populações ribeirinhas, mangabeiras, marisqueiras, grupos de mulheres, movimento negro, movimento sem-terra, entre outros; cerca de 20 mil máscaras foram fornecidas para proteção dos trabalhadores e trabalhadoras do Suas que atuam nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados da Assistência Social (Creas) e unidades de acolhimento em Sergipe; e outras 5 mil máscaras foram entregues à população socialmente vulnerável que frequenta o Restaurante Popular Padre Pedro, em Aracaju, onde também foram passadas orientações sobre o uso correto e a higienização adequada.

O aposentado de 80 anos, José Amélio de Almeida, recebeu duas máscaras quando foi adquirir sua quentinha de almoço no Restaurante Padre Pedro e destacou a importância de seguir as recomendações de proteção. “Receber essas máscaras é bom demais, porque todo mundo está olhando a questão da saúde, então todo cuidado é pouco. Estou seguindo as orientações certinho, até porque eu faço parte do grupo de risco e preciso me cuidar também”. Já entre as máscaras entregues para equipamentos socioassistenciais de Sergipe, a secretária municipal de Assistência Social de Japoatã, Vera Maria da Anunciação, recebeu 124 máscaras para distribuir para os 31 trabalhadores do Suas que atuam no município. “É muito importante que o Estado se preocupe com essa ação, porque precisamos estar com nossos trabalhadores e usuários protegidos”, considerou Vera. 

Além das máscaras, também foram distribuídos 9.550 mil litros de álcool, sendo 8 mil litros entregues para 70 mil pessoas de grupos vulneráveis dos municípios de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Laranjeiras, Riachuelo, Itabaiana, Lagarto, Neópolis, Ilha das Flores, Brejo Grande, Propriá, Nossa Senhora das Dores, Cumbe, Frei Paulo, Indiaroba e Santa Luzia do Itanhy. Na região do Crasto, o conselheiro da comunidade Quilombola ressalta a importância da entrega. “Aqui já tem pessoas contaminadas, fora as outras que ainda não fizeram o teste. Portanto, o Governo trazer aqui essas máscaras e álcool é muito importante para que fiquemos protegidos, porque antes não tínhamos nenhuma proteção. Vamos distribuir para a comunidade porque essa doença está matando muita gente”, disse o conselheiro da Comunidade Quilombola Crasto, Erivaldo dos Santos.

A secretária de Estado da Inclusão Social, Leda Lúcia Couto, reafirma que o uso de máscaras e as medidas de distanciamento social ainda são as formas mais eficazes de prevenir a contaminação. Ela, que é médica sanitarista, doutora em saúde coletiva, destaca a importância de prover essas comunidades com os itens de proteção. “Sabemos que muitas dessas populações não têm acesso a esse tipo de aquisição, então fizemos o possível para estabelecer parcerias a fim de providenciar a chegada de máscaras a essas comunidades. Juntamente com a segurança alimentar da população em extrema pobreza, que buscamos assegurar através do Cartão Mais Inclusão, a proteção dessas pessoas é o que mais nos preocupa, porque entendemos que proteger é cuidar”, defende Leda Lúcia. 

Parcerias

A distribuição de máscaras reforça a necessidade de utilização do item de proteção respiratória individual como medida de enfrentamento ao novo coronavírus e é realizada em obediência ao Decreto do Governo Estadual 40.588/2020, que torna obrigatório o uso de máscaras por todos os cidadãos. A confecção e distribuição das máscaras de tecido são frutos de parceria entre a vice-governadoria do Estado – VGE e a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), com recursos do Grupo Banese e o apoio do Instituto Banese, e contaram ainda com o apoio da iniciativa privada através da Pop Show Industrial, da Dlaine e do Restaurante Comida Caseira. As máscaras foram confeccionadas por costureiras do município de Tobias Barreto, no Complexo Industrial Gov. Marcelo Déda, a partir da articulação da vice-governadora Eliane Aquino. Outra parceria, com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) e a Universidade Federal de Sergipe (UFS), garantiu a distribuição de 1.400 litros de álcool líquido e 150 litros em gel para 14 abrigos de idosos e nove unidades de acolhimento para crianças e adolescentes nos municípios de Aquidabã, Boquim, Estância, Itabaiana, Lagarto, Nossa Senhora da Glória, Propriá, Ribeirópolis, São Cristóvão, Simão Dias e Tobias Barreto.

Comente: