Junho Vermelho: Anderson de Tuca salienta importância da doação de sangue



O vereador Anderson de Tuca (PDT) foi responsável por levar ao pleno da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) o Projeto de Lei nº150/2019, de sua autoria, que visa estabelecer o mês de junho como um período de incentivo à prática da doação de sangue. Em 3 de Abril deste ano, o PL foi sancionado como Leipela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) e agora, faz parte do calendário de solenidades anuais da capital sergipana.

Com a chegada do mês, o parlamentar coloca expectativas positivas em relação à captação de doadores para a coleta de sangue. Durante o período, Anderson conta que promoverá campanhas de incentivo, tentando, desta forma, conseguir mais doadores para aumentar a quantidade do estoque de sangue do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). Segundo Anderson, a participação da população é decisiva para a manutenção da vida, por meio da doação.

“A demanda do Hemose é grande. Muitas pessoas necessitam de sangue. Não sabemos o dia de amanhã. Hoje pode ser um desconhecido que precisa. Mas amanhã, não sabemos se nós precisaremos de uma doação. É isso que tento passar por meio das minhas campanhas, principalmente, para os jovens. É muito importante o cidadão reconhecer a importância de um simples gesto, que pode salvar até três vidas. Todo ano, promovo campanhas e organizo um grupo de voluntários que compõem a corrente dos Amigos do Tuca, os quais se agraciam pela causa e comparecem ao Hemose para efetuar a sua doação”, diz o parlamentar.

Na próxima terça-feira, a partir das 9h, o vereador comparecerá ao Hemose para efetuar sua doação de sangue, com o primeiro grupo organizado de voluntários da corrente “Amigos do Tuca”. De acordo com Anderson, o atendimento será paramentado de acordo com as regras de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19), afastando assim, o risco de contato pela doença. Além disso, o parlamentar faz um convite para os cidadãos aracajuanos que se sentirem estimulados a doarem sangue.

“Para as pessoas que queiram comparecer na terça-feira, serão muito bem-vindas. Gostaria de conhecê-los e junta-los à minha corrente. Podem ter certeza que juntos somos mais. Unidos, podemos vencer qualquer obstáculo. Sinta-se a vontade de me procurar nas redes sociais para tirar qualquer dúvida. Quem não puder comparecer na terça, o Hemose disponibiliza outros horários com um atendimento diferenciado, que segue os padrões de higienização para evitar o contágio com a Covid-19”, reforça o vereador.

Quem pode doar no Hemose?

Segundo o Hemose, as pessoas aptas para doação de sangue devem ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar acima de 50kg e portar documento oficial com foto. As pessoas que estão restritas para o ato são:

– Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade;
– Grávidas ou mulheres que estejam amamentando;
– Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como AIDS, Hepatite, Sifilis e doença de Chagas;
– Usuários de drogas;
– Pessoas que fizeram tatuagem ou colocaram piercing em locais não controlados pela Vigilância Sanitária nos últimos 10 meses;
– Aqueles que se relacionaram sexualmente com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativo, nos últimos 12 meses.

Horários de atendimento e contato

Segunda a sexta: 7:30h às 17h.
Ambulatório: 7:00h às 17h.
Telefone: 79 3225-8000

=

PARA RÁDIO

Com a chegada do mês de Junho, o vereador Anderson de Tuca (PDT) coloca expectativas positivas em relação à captação de doadores para a coleta de sangue/ visto ao seu projeto denominado “Junho Vermelho”/ sancionado como lei municipal em abril deste ano// Durante o período/ o parlamentar promoverá campanhas de incentivo/ tentando/ desta forma/ conseguir mais doadores para aumentar a quantidade do estoque de sangue do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose).

Por Neto Menezes – DRT 0002087/SE

Foto:Câmara Municipal de Aracaju (CMA)

Comente: