Réveillon de Aracaju leva otimismo para donos de bares e restaurantes na Orla

A tradicional festa de Réveillon da Orla da Atalaia está cada vez mais perto e as pessoas começam a se planejar para brindar a chegada de 2019. Algumas vão com a família e amigos para areia da praia, disputar um lugar próximo ao palco para ver de perto Samba do Arnesto, Luanzinho Morais e Chiclete com Banana. Quem prefere curtir a virada longe da multidão, bares e restaurantes são uma alternativa. A expectativa da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) em Sergipe é de um crescimento de 40%, em relação ao mesmo período do ano passado.
Segundo o presidente da Abrasel, Augusto José de Carvalho, a divulgação antecipada da programação da festa é o principal fator para o crescimento. “A divulgação da festa da virada com antecedência impulsionou as reservas nos estabelecimentos. Os proprietários conseguem se programar melhor para vender o destino. O nosso intuito é atrair cada vez mais turistas para nossa cidade. Não somente turistas da região Nordeste, mas de outras regiões do país. No ano que vem, nós vamos pensar junto à Prefeitura de Aracaju em um calendário único com a programação de todos os eventos de 2019”, destacou.
Segundo o empresário Hamilton Santana, as reservas no restaurante dele já foram todas fechadas. Ele conseguiu vender de forma antecipada. “Como a programação foi divulgada de forma bem antes da festa, os turistas também se programaram cedo. Sem contar que as atrações do Réveillon são boas e atraíram os turistas. Este ano, acredito que vai ser muito bom”, afirmou.
De acordo com Ilza dos Santos, proprietária de outro restaurante localizado também na avenida Santos Dumont, as reservas ainda não estão dentro do esperado, mas está otimista porque a procura geralmente aumenta em cima da hora. “Tem muita gente ligando para pedir informação, muita gente de fora do estado. A expectativa nossa é de chegar pelo menos aos 80% de ocupação. Eu já comprei os adereços para fazer a decoração e contratei a banda para tocar na virada. Agora, é só aguardar”, disse sorrindo.
O gerente de um dos estabelecimentos da Passarela do Caranguejo, Everton Alves da Silva, também está na expectativa. Ele espera um aumento de 30% em relação ao mesmo período de 2017. “As pessoas têm ligado, principalmente da Bahia, São Paulo e Belo Horizonte. Aqui, a gente está oferecendo um pacote com tudo incluso para a noite de Réveillon. As pessoas estão bem interessadas, perguntaram logo sobre as atrações que vão tocar na Orla”, colocou.
Estrutura
 
A festa de fim de ano foi retomada no primeiro ano de gestão do prefeito Edvaldo Nogueira. Este ano, conta com o patrocínio do Banese e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Aracaju (Setransp). Com esse apoio, os palcos foram ampliados, buscando aumentar o conforto dos artistas e a visibilidade da plateia. A estrutura terá ainda com seis camarins, house mix, camarote para acessibilidade, 14 estandes para apoio, 80 banheiros químicos, além da estrutura dos fogos de artifício para o show pirotécnico.
A festa começa às 21h com o show da banda Samba do Arnesto. O cantor Luanzinho Morais começará a apresentação dele às 22h30, e comandará a queima de fogos, que deve durar entre 12 e 15 minutos. Por fim, às 0h30,  a banda Chiclete com Banana dará boas vindas ao ano de 2019.

Comente: