Em dezembro, Jucese irá concluir a implantação do registro 100% digital de empresas

Abertura, alteração e baixa serão feitas somente no Portal Agiliza Sergipe  Com o objetivo de oferecer aos empresários sergipanos maior acessibilidade, comodidade, agilidade e segurança jurídica, a Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese), a partir de 1º de dezembro, dará início a última etapa do cronograma de implantação do projeto “Jucese 100% Digital”, acabando totalmente com a entrada física de processos na sede ou Escritórios Regionais do órgão. Com a última fase em vigor, só será possível protocolar os processos de abertura, alteração ou baixa de empresas do tipo jurídico cooperativa, sociedade anônima, grupo, consórcio societário e demais naturezas exclusivamente pelo Portal de Serviços Agiliza Sergipe (www.agiliza.se.gov.br), usando o certificado digital e-CPF de cada empresário. A Junta Comercial iniciou, este ano, a implantação gradativa do projeto “Jucese 100% Digital”. Desde 1º de setembro, a abertura de empresas do tipo Empresário Individual, Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli) e Sociedade Limitada começou a ser feita no formato exclusivamente digital. Já em outubro, a alteração e a baixa dessas três naturezas também passaram a ser feitas apenas na internet. Assinatura digital“A partir de dezembro, a abertura, alteração ou fechamento de qualquer tipo de empresa na Jucese será realizado somente na forma online, não sendo mais possível dar entrada em processo no formato físico, por meio de papéis. Para tanto, é indispensável que cada empresário tenha assinatura eletrônica. Ela é obtida através do certificado digital e-CPF, que possui a mesma validade jurídica do que uma assinatura lavrada e reconhecida em cartório”, explica a diretora de Registro Mercantil da Jucese, Cristina Melo. O presidente da Junta Comercial, Marco Freitas, ressalta que, com a implantação do projeto “Jucese 100% Digital”, a intenção do órgão é tornar o ambiente de negócios mais dinâmico em Sergipe. Ele lembra ainda que a Jucese teve a preocupação de implantar o projeto gradativamente, dando tempo para os usuários se adaptarem ao digital. “Ao realizar nove capacitações sobre o “Jucese 100% Digital” em sete cidades diferentes, também nos preocupamos em apresentar aos profissionais da contabilidade, nossos principais usuários, como protocolar na Junta Comercial o processo de uma empresa inteiramente via internet”, reforça Marco Freitas.

Comente: