Deotap deflagra Operação Fim de Linha

Coletiva ocorrerá na sexta-feira, 4, às 8h, na Sala de Imprensa

 

Desde a quarta-feira, 2, foi deflagrada a Operação Fim de Linha, que teve como objetivo cumprir diversos mandados de prisão contra pessoas envolvidas em fraudes no Departamento de Trânsito de Sergipe (Detran).

A denúncia partiu da própria diretoria do Detran, presidida pelo coronel Luiz Azevedo. Lá foram checadas e confirmadas irregularidades no órgão, após o setor de tecnologia identificar procedimentos, como cancelamento de autos de infração; retiradas de pontuação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e valores relacionados a multa; além de outras operações também relacionados a veículos. A fraude envolvia ainda a marcação de exames para agendamento de provas, tudo isso realizado por servidores que trabalhavam no setor de protocolo, mas que utilizavam a senha de outros profissionais que possuíam acesso aso procedimentos citados no sistema.

O Departamento de Combate aos Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap)  conduziu as investigações que culminou na deflagração da operação. No total, 23 policiais realizaram o cumprimento de seis mandados de prisão, e ainda existem outros para serem cumpridas.

O material apreendido na operação será submetido à exame pericial feito pelo Laboratório de Tecnologia contra a Lavagem de Dinheiro.

Comente: