Requalificação viária: Prefeitura já utilizou cerca de 14 mil toneladas de asfalto este ano

Desde 2017, a Prefeitura de Aracaju vem reunindo esforços para tornar a rotina do aracajuano mais digna e esse trabalho tem sido feito nas mais diversas esferas, inclusive no que está relacionado à melhoria viária da cidade. São serviços de recapeamento asfáltico e tapa-buraco, por exemplo, que, somados ao Projeto de Mobilidade Urbana, pensado estrategicamente pela gestão municipal, têm modificado o cenário de diversas localidades da capital sergipana.
Este ano, até o momento, os serviços coordenados pela Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) já utilizaram 13.700 toneladas de asfalto por toda a cidade. Somente no mês de abril, foram mais de 4.000 toneladas utilizadas na revitalização da malha viária da capital, com material e mão de obra próprios.
De acordo com o presidente da Emurb, Sérgio Ferrari, as ações de recapeamento asfáltico e tapa-buraco são priorizadas da gestão, por serem essenciais não apenas do ponto de vista estrutural, mas porque garantem a funcionalidade do trânsito e proporcionam mais qualidade de vida aos aracajuanos.
“O compromisso com a mobilidade é a tônica em Aracaju desde 2017. A melhora significativa no estado das ruas é visível e, hoje, a população transita por vias mais seguras e com maior conforto. A revitalização do pavimento dá mais qualidade à mobilidade urbana”, destaca Ferrari.
Em abril, a Emurb realizou o recapeamento asfáltico nas seguintes vias: rua Niceu Dantas (Atalaia); ruas Dr. José de Faro Menezes, Francisco Duarte Ramos, Professor Roberto Queiroz e Poeta João Freire Ribeiro (Jardins); ruas Zaqueu Brandão, Frei Paulo, Urquiza Leal, Cel. Stanley da Silveira e travessa Frei Paulo (São José); rua Tenente Dutra (18 do Forte); travessa “A” – Cj. Maria do Carmo e rua Três – Cj. Maria do Carmo (Olaria). 
Na maioria das vias em que a Emurb está realizando o recapeamento asfáltico, o asfalto envelhecido é retirado, através do processo de fresagem, e implantada uma nova camada asfáltica.
“Todo o asfalto utilizado no recapeamento e na pavimentação são produzidos na usina de asfalto da Emurb, onde há um rigoroso acompanhamento em todas as fases da produção. O controle de qualidade começa na própria elaboração da massa asfáltica, realizada na unidade de produção da empresa, localizada no Km 4 da rodovia João Bebe Água, no município de São Cristóvão, onde, diariamente, é feito um ensaio pelo laboratório da usina para garantir a qualidade do Cimento Betuminoso Usinado a Quente (CBQU), isto é, o asfalto propriamente dito”, pontua o presidente. 
A aplicação da massa asfáltica também segue um rigoroso controle. Inicialmente, os profissionais fazem a limpeza do local com varrição e retirada de materiais soltos. Em seguida, é feita a pintura de ligação, para somente depois ser aplicado o asfalto, a uma temperatura de 140ºC.
FresagemCom a aquisição de novos equipamentos, como a máquina fresadora, a gestão municipal tem conseguido não só recapear as vias públicas da cidade de forma célere e eficiente, mas também realizar um trabalho de reutilização do antigo asfalto, a partir de um projeto sustentável. Com isso, o piso asfáltico das vias que estão sendo recapeadas é retirado e recolhido à usina de asfalto da Emurb, onde passa por um processo de reciclagem para ser reutilizado em ruas e estradas ainda sem pavimentação, como explica Ferrari.
“Além do recapeamento, como nós estamos utilizando uma tecnologia que não era utilizada em Aracaju, que é a fresagem, nós aproveitamos esse resto de material fresado para fazer a implantação de algumas vias onde não há necessidade de fazer drenagem”, completa Ferrari. 

Comente: