Com toque de recolher, transporte coletivo tem horário especial de funcionamento

Com a prorrogação das medidas restritivas em Aracaju para conter a transmissão do novo coronavírus, e a ampliação do horário do toque de recolher aos finais de semana, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) adequou o serviço do transporte público a horários especiais de funcionamento levando em conta fatores como a necessidade do isolamento da população e, ao mesmo tempo, a garantia de deslocamento para trabalhadores de serviços essenciais.   
Até o dia 31 de março, prazo final do decreto com medidas restritivas, incluindo o toque de recolher, 100% da frota do transporte público está em circulação de segunda a quinta-feira. Já a partir das 20h, quando começa o toque de recolher, o transporte público está operando com a frota reduzida até as 22h. A partir desse horário, o serviço é suspenso, incluindo o fechamento dos terminais de integração.
Às sextas-feiras, sábados e domingos, com a antecipação do início do toque de recolher, conforme decreto, o número de veículos circulando será reduzido às 18h, quando estará proibida a circulação de pessoas pela cidade. Às 21h, o serviço será suspenso e os terminais de integração, fechados.     Desafios do transporte público na pandemiaDe acordo com o superintendente da SMTT, Renato Telles, há um grande esforço da gestão municipal para otimizar a oferta do transporte público neste período. 
“É um desafio comum a todas as cidades brasileiras de médio e grande porte, e em Aracaju não é diferente. Mas não estamos parados. Temos monitorado o comportamento do transporte em tempo integral, solicitando reforço nas linhas com maior demanda em horários de pico. Também temos colaboradores organizando o embarque e desembarque de passageiros nos terminais de integração e desde o início da pandemia reforçamos os protocolos de higienização dos veículos e instalamos recipientes com álcool em todos os terminais”, ressalta. 
O superintendente municipal também faz um apelo à sociedade. “Estamos enfrentando uma situação totalmente atípica. Precisamos da colaboração de todos. Por isso, pedimos que os cidadãos utilizem o sistema de transporte público apenas em casos de extrema necessidade para que haja o isolamento social necessário à redução da transmissão do novo coronavírus na nossa cidade”, disse o superintendente.
Outras medidas A SMTT também manterá os estacionamentos da Praia da Cinelândia bloqueados até o fim do decreto e vai reforçar a fiscalização no litoral da capital aos sábados, domingos e feriados, quando o acesso de banhistas é proibido nas praias da cidade. A Área de Proteção à Prática do Ciclismo (APPC), na avenida Santos Dumont, também seguirá suspensa até o dia 3 de abril.

Comente: