Caminhoneiros podem entrar em greve novamente

Os caminhoneiros podem realizar um novo protesto e entrar em greve mais uma vez este ano. O Comando Nacional do Transporte, que participou das paralisações no começo do ano, divulgou um comunicado pela internet convocando os trabalhadores a suspenderem as atividades em todo o País, no dia 09 de novembro.

Em um vídeo divulgado na Rede Social da entidade, Ivar Schmidt, líder do movimento, afirma que a principal reivindicação é a renúncia da presidente Dilma Rousseff. De acordo com Schmidt, Dilma não teria cumprido com as exigências feitas na paralisação anterior, entre elas, o perdão das multas dos motoristas que aderiram à greve. “Essa era a reivindicação mais fácil de ser atendida”, disse o Ivar.

Na pauta de discussões também estão a redução do preço do óleo diesel, a criação do fret e mínimo, regulamentação da profissão motorista, entre outras. Em fevereiro, a paralisação dos caminhoneiros causou prejuízos de 700 milhões de reais apenas no setor de aves e suínos em todo o Brasil.

Comente: