Sergipe recebe projeto de voluntariado da Vivo

Vacaciones Solidárias estará na EMEF Frei Fernando,

no município de São Cristóvão, com voluntários de oito países

Sergipe recebe, pela primeira vez, o Vacaciones Solidárias, projeto de voluntariado corporativo promovido pela Fundação Telefônica Vivo em parceria com o ProFuturo, programa que promove a educação digital de crianças e jovens na América Latina, África e Ásia. Entre os dias 1 e 12 de julho, 15 voluntários de nove países estarão no município de São Cristóvão, a quarta cidade mais antiga do Brasil, trabalhando na Escola Municipal de Ensino Fundamental Frei Fernando, que atende 285 estudantes da Educação Infantil e do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Além da Secretaria Municipal de Educação de São Cristóvão, o projeto tem a parceria do Instituto Paramitas, parceiro executor dessa edição em Sergipe.

O grupo que a escola de Sergipe receberá é formado por três colaboradores brasileiros e doze estrangeiros, sendo um do México, um do Peru, dois da Espanha, três da Argentina, um da Colômbia, dois do Equador, um da França e um do Uruguai. A partir da aplicação da metodologia de Design Thinking, eles terão duas semanas para criar e implementar um plano de ação para três temáticas principais.  São eles: o empoderamento dos professores por meio de oficinas com uso da Plataforma ProFuturo, explorando os conteúdos digitais pedagógicos voltados aos planos de ensino; o aprender por meio do brincar, em que os voluntários vão pintar o chão de escola com jogos e brincadeiras infantis (amarelinha, caracol, mini quadra de esporte), de forma a proporcionar a interação com os estudantes a fim de desenvolver atividades lúdicas e de coordenação motora; e o ressignificar dos espaços com a instalação do parquinho e melhorias de estrutura da escola.

Os voluntários farão o plano de ação e desenvolverão todas as atividades, além de participarem de diferentes momentos de integração com os alunos, o que reforça o compromisso do programa de transformar e sensibilizar o voluntário com base na convivência com a comunidade.

Ainda dentro da programação, acontecerá, no dia 08/07, uma Feira Cultural cujo objetivo é estimular os alunos e voluntários a valorizarem o conhecimento científico e interdisciplinar, despertando o interesse pelo aprendizado e proporcionar um momento de vivência entre a equipe de voluntariado, a comunidade e a escola. A ideia é que cada grupo de voluntários conte para os estudantes e comunidade um pouco da história, cultura e tradições de seu país de origem, por meio de salas temáticas, através da realização de workshops, ensinar termos linguísticos, culinária local e mais.

“Por meio desse projeto, os participantes podem contribuir com seu tempo e suas habilidades, além de ter uma experiência única para desenvolver e descobrir novas competências. As atividades variam em função do trabalho que a Fundação desempenha em cada país e em função do contexto social de cada comunidade”, afirma Americo Mattar, diretor-presidente da Fundação Telefônica Vivo.

Para a Secretária Municipal de Educação Quiteria Lucia Araujo de Barros, o Projeto Vacaciones Solidárias fortalece a criação de um ambiente onde as crianças podem aprender brincando, considerando as várias propostas de criação de espaços recreativos que propiciarão aos professores e alunos novas possibilidades pedagógicas.

Depois de Sergipe, a edição nacional doVacaciones Solidárias seguirá para a cidade de São Paulo, em novembro deste ano. Para a edição internacional do projeto, 15 colaboradores voluntários da Vivo selecionados serão recebidos em sete países (Chile, Argentina, Colômbia, Filipinas, Uruguai).

Sobre o Vacaciones Solidárias

A fim de estimular o voluntariado na empresa, o projeto global Vacaciones Solidárias, incentiva os colaboradores do Grupo Telefônica a doarem parte de suas férias para fazer trabalho voluntário em alguma parte do mundo, com custos de viagem pagos pela companhia. O programapermite que os colaboradores participem ativamente de uma experiência de voluntariado em projetos apoiados pela Fundação Telefônica em diferentes países latino americanos ou da África, tendo contato com diferentes realidades sociais. Por meio deste projeto, os participantes podem contribuir com seu tempo e suas habilidades, além de ter uma experiência única para desenvolver e descobrir novas competências. As atividades variam em função do trabalho que a Fundação desempenha em cada país e em função do contexto social de cada comunidade.

Criado na Espanha, o programa Vacaciones Solidárias começou oferecendo aos funcionários locais uma experiência de voluntariado na América Latina. Depois, incluiu também colaboradoresde outros países da Europa. Com o tempo, foi desenvolvida uma metodologia de intervenção para definir os países e os projetos que entrariam no programa. Hoje, as vagas são abertas a funcionários de todo o Grupo Telefónica, de modo que haja troca de conhecimento e cultura. A seleção é feita na Espanha pela gestão global do Programa de Voluntariado da companhia e exige que o colaborador tenha experiência prévia em atividades de voluntariado e nível avançado de espanhol para edição internacional.

Clarissa Ramos

Comunicação Externa

Diretoria de Comunicação Corporativa | Telefônica Brasil

Comente: