Polícia Militar participa de força-tarefa na fiscalização de bares e restaurantes em todo Estado

Estabelecimentos flagrados com o descumprimento das normas, e que já tenham sido notificados em fiscalizações anteriores, poderão sofrer punições que vão de multa a interdição. Os municípios maiores do interior do Estado também irão receber a força-tarefa nos próximos dias.

O Governo do Estado, em força-tarefa com a Secretaria de Estado da Saúde, Vigilância Sanitária Municipal, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, intensifica nesta quarta-feira (09), a fiscalização em bares e restaurantes da capital, para conferir se os protocolos sanitários estão sendo cumpridos.

Estabelecimentos flagrados com o descumprimento das normas, e que já tenham sido notificados em fiscalizações anteriores, poderão sofrer punições que vão de multa a interdição. Os municípios maiores do interior do Estado também irão receber a força-tarefa nos próximos dias.

As estratégias da ação de fiscalização foram definidas em reunião ocorrida no Centro Administrativo da Saúde com os membros da força-tarefa. O principal alvo da fiscalização são os estabelecimentos que concentram grande número de consumidores e desrespeitam as medidas de prevenção à infecção.

“Até outubro nós estávamos com o ritmo de transmissão do vírus em curva decrescente, mas temos o registro do aumento de casos, por isso vamos intensificar as fiscalizações”, declarou o coordenador da Vigilância Sanitária Estadual, Ávio Britto.

Controle da transmissão

Segundo ele, a maior preocupação do governo do Estado é em manter o controle sobre o ritmo de transmissão do novo coronavírus, conscientizando os donos de bares e restaurantes sobre a corresponsabilidade de cada um deles quanto ao cumprimento dos protocolos sanitários por eles próprios e seus clientes. “Há estabelecimentos que a partir das 22 horas concentra centenas de pessoas e todas sem o uso da máscara”, salientou.

A coordenadora da Vigilância Sanitária de Aracaju, Denilda Caldas de Santana, informou que durante a fiscalização será entregue aos donos de bares e restaurantes os protocolos sanitários impressos. “Mais uma vez estaremos atuando com o objetivo de conscientizá-los, mas aqueles que já foram notificados e permanecem descumprindo as medidas de prevenção serão punidos”, disse.

O coronel, José Moura Neto, destacou que o papel da Polícia Militar na força-tarefa é o de dar apoio aos agentes de fiscalização. “Vamos garantir que eles trabalhem com tranquilidade e atuem conforme determina a legislação”, declarou ele, enquanto a Tenente Coronel Maria salientou que a missão do Corpo de Bombeiros é a de contribuir com o êxito da fiscalização.

O comandante do Policiamento Militar do Interior (CPMI), coronel Fábio Fonseca Rolemberg, também participou da reunião.

Fonte: Governo do Estado de Sergipe

Comente: