Músicos de Laranjeiras procuram vereadores para resolver impasse em contratação com a Prefeitura

Os músicos contratados que ora prestam serviço à Prefeitura Municipal de Laranjeiras, via a Filarmônica Sagrado Coração de Jesus, estiveram na tarde desta quinta-feira (05), na Câmara de Vereadores, com o intuito de conversarem com os edis e colocar a par a situação deprimente em que se encontra a Filarmônica Municipal Coração de Jesus e o seu corpo funcional.

Segundo os jovens, há cinco meses que não recebem pelas tocadas e tem ficado cada vez mais inviável a presença deles nas apresentações.“Estivemos aqui a procura dos edis para deixar eles a par e pedi uma ajuda no sentido de que, junto ao prefeito possa encontrar uma solução para esses dois problemas. Um é o atraso de nossas tocadas, já são cinco meses sem recebermos. O outro, é a recontratação, já que estamos indo nos apresentar, porém sem garantias de que receberemos”, disse Aislan Cruz, membro da comissão de músicos contratados.

A prefeitura, por sua vez, dizem os músicos, alega que nada pode fazer já que as contratações, como eram feitas – através de uma empresa onde os profissionais prestavam serviço e recebiam através dela – está incorreta. Enquanto isso o problema se arrasta e os músicos é que estão sentindo na pele todo esse descaso com um dos maiores patrimônios da cultural musical laranjeirense.

Os vereadores José Carlos JJ e Maria Brasilina ouviram atentamente os profissionais e deram suas opiniões. “O caso é apenas um. Para vocês serem contratados de fato, e de novo pela prefeitura como era feito em administrações anteriores, basta uma vontade do prefeito, basta ele querer, e pronto”, disse José Carlos JJ.

“Eu sugiro que façamos uma carta assinada por todos os vereadores, da situação e oposição, referendando o apoio às causas dos senhores músicos e da Filarmônica. É preciso que o prefeito se sensibilize com esta situação que tem agravado o estado de vocês músicos, e da própria Filarmônica Coração de Jesus. Faremos também uma comissão de vereadores e de músicos para irmos até o prefeito na busca de uma solução para esse impasse”, disse Brasilina.

A sociedade musical sempre teve papel fundamental na cultura da cidade histórica de Laranjeiras, seja nas apresentações em procissões, seja nas festas tradicionais do município. Ela existe desde o ano de 1979, quando o então prefeito Edvaldo Xavier deu início a uma banda musical. Em seguida, no ano de 1981, com o prefeito José Monteiro Sobral ela foi institucionalizada como Filarmônica Municipal Coração de Jesus. “Este descaso não pode acontecer. Trata-se de um patrimônio cultural de nossa gente”, disse o músico Vanderson Augusto.

Ascom/CML

Comente: