Governo entrega 180 casas em Lagarto

O vice-governador e secretário de Estado da Casa Civil, Belivaldo Chagas, representou o governador Jackson Barreto na solenidade de entrega de 180 casas populares no município de Lagarto, na manhã desta segunda-feira, 29 / Fotos: Jorge Henrique/ASN
O vice-governador e secretário de Estado da Casa Civil, Belivaldo Chagas, representou o governador Jackson Barreto na solenidade de entrega de 180 casas populares no município de Lagarto, na manhã desta segunda-feira, 29 / Fotos: Jorge Henrique/ASN

Residencial Antônio Martins de Menezes é um investimento do Governo Federal no valor de R$ 10.260.000,00. O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, e o vice-governador, Belivaldo Chagas participaram da inauguração

O vice-governador e secretário de Estado da Casa Civil, Belivaldo Chagas, representou o governador Jackson Barreto na solenidade de entrega de 180 casas populares no município de Lagarto, na manhã desta segunda-feira, 29. O residencial Antônio Martins de Menezes foi inaugurado pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, que logo mais receberá homenagem da Assembleia legislativa de Sergipe.

O Governo Federal investiu R$ 10.260.000,00, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV), no conjunto residencial, o qual se destina à faixa 01 do Programa Minha Casa Minha Vida, com até R$ 1.600,00 de renda familiar. As famílias que vão ocupar as residências foram escolhidas por meio de sorteio em praça pública, organizado pela Prefeitura de Lagarto com base no cadastro de pessoas inscritas. Cada unidade tem 62 m² de área privativa e custou em média R$ 57 mil. Os moradores pagarão o financiamento com mensalidades que variam de R$ 25 a R$ 80.

A lavradora Josefa Chagas Santos era só agradecimento por ter a sua primeira casa própria. “Fui sorteada, nunca tive uma casa e era meu sonho. Hoje estou tão feliz de ser contemplada com a minha casa, graças a Deus”, conta ela.

Para Belivaldo Chagas, a política séria busca fazer com que as pessoas possam se sentir felizes. “É um momento que a pessoa espera por muito tempo, muitos acabam não tendo condições de adquirir a sua casa própria, mas o Governo Federal, em parceria com o Estado e o Município, entrega um conjunto habitacional como este, que parece um condomínio fechado. Aqui, com certeza, as pessoas vão se sentir realmente felizes. Esse é o objetivo do governo e daqueles que fazem política com responsabilidade. Dentro do programa Pró-moradia, o governo já construiu mais de mil casas para entregar a população mais carente”.

O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, revela que somente Sergipe já foi contemplado com investimentos que ultrapassam os R$ 3 bilhões em moradias populares subsidiadas pelo Governo Federal. “Lagarto, uma cidade grande, está sendo contemplada mais uma vez com a inauguração destas 180 casas e nós temos que reconhecer que o Programa Minha Casa Minha Vida, pelo Ministério das Cidades, é o maior programa habitacional que este país já teve. É uma satisfação enorme ver esta realização, porque isto é a prova de que os recursos que todo brasileiro paga, através dos seus impostos, proporciona essa oportunidade de construirmos casas de qualidade, com toda a infraestrutura disponível”.

A dona de casa Maria Cristina Nascimento, que nasceu se criou na zona rural, diz que somente agora, com os cinco filhos criados, o mais novo já com 18 anos, teve o prazer de ter a sua casa. “É uma emoção, pois sem uma casa a pessoa não é nada. Estou feliz, graças a Deus”, disse.

As unidades habitacionais contam com dois quartos, sala de estar, circulação, banheiro social e área de serviço, sistema de aquecimento solar, sendo que 3% das casas são voltadas para pessoas com deficiência.

Presenças

Também compareceram à solenidade o prefeito da cidade, José Lila Fraga, ao lado da primeira-dama Valdileide; o Deputado Federal Fábio Reis, e as deputadas estaduais Conceição Vieira e Goreti Reis; o filho do homenageado, Antônio Martins Filho; executivos da Caixa Econômica em Sergipe, vereadores e empresários do setor imobiliários, representando as associações Sinduscon/SE e Ademi/SE.

Comente: