Governo do Estado vai levar Getam para o interior

O Grupamento Especial Tático de Motos (Getam) da Polícia Militar (PM) ganhará uma base no interior do estado. Sua instalação acontecerá em Itabaiana, onde já foi alugado e está sendo adaptado imóvel para receber policiais e equipamentos. Através de investimento total de R$ 1,7 milhão fonte do Proinveste, o Governo do Estado promove processo licitatório para aquisição de 47 novas motocicletas, a serem empregadas no policiamento dos municípios com maior registro de crimes. O objetivo da interiorização é ampliar a mobilidade e intensificar a ação da PM, possibilitando, assim, redução do número de delitos. No total, 60 motocicletas vão reforçar a segurança nos municípios.
A instalação do Getam no interior de Sergipe vai proporcionar que as ações policiais sejam aprimoradas a partir da doutrina de policiamento do Grupamento, norteada por um trabalho dinâmico e versátil, que atende a diferentes tipos de ocorrência em pequenos espaços de tempo.

De acordo com o comandante geral da PM, coronel Iunes, haverá soma de esforços para combater o crime. “Os profissionais do Getam serão qualificados para atuar no interior conforme as mesmas modalidade e doutrina do policiamento utilizado na capital. Será destinada parte dos novos policiais em formação e parte dos que já têm experiência”, comentou.

Iunes ainda disse que estarão disponíveis aproximadamente 60 motocicletas para atuar no interior. “A facilidade de operacionalidade do Getam é muito grande. A postura e doutrina adotada pela unidade são muito positivas, e realmente o trabalho deles tem demonstrado eficiência através de nossas estatísticas”, complementou.

A compra de novos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) também é uma preocupação do Grupamento Especial Tático de Motos. Segundo seu subcomandante, capitão Marcos Wenner Ferreira, estão sendo solicitadas 120 peças, incluindo uniformes e apetrechos de proteção, como capacetes, joelheiras e cotoveleiras.

Atuação

“Nossa maior missão é combater os delitos nos quais suspeitos usam motos, devido à facilidade de fuga no trânsito. Mas também atuamos em outras frentes, como na abordagem de veículos e transeuntes”, explicou Marcos Wenner. Com nove guarnições, contendo quatro policiais em cada, o Grupamento age atualmente em toda Grande Aracaju. Além de atender a chamados do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), o Getam conta com núcleo de inteligência, que faz levantamento de informações recebidas sobre drogas, veículos roubados e desmanches.

“Acredito que o destaque do Getam está associado ao tempo-reposta muito baixo devido à mobilidade e ao tempo entre o chamado e abordagem. Com o trânsito caótico de hoje, a guarnição consegue passar com rapidez e chegar com tempo baixo na ocorrência. Nós temos credibilidade muito grande entre a sociedade, que confia muito por conta do nosso resultado, trabalho sério e ação enérgica”, destacou o subcomandante.

Com presença constante nas ruas da Grande Aracaju, o taxista Antônio Alves visualiza a atuação do Grupamento e afirma que esse realiza um ótimo trabalho. “O Getam para mim é polícia número um do Estado. Seus profissionais são atuantes e realizam muitas abordagens policiais. É polícia de qualidade, com treinamento diferenciado e que tem credibilidade com a população”, ressaltou.

Para Marcos Wenner, a atuação da polícia é forte e, em 17 anos de profissão, este é o período em que a categoria mais atuou em Sergipe. Ele ainda diz que se diz satisfeito por fazer parte do Getam. “O pessoal é dedicado, empenhado e profissional no que faz, não é a toa que temos credibilidade com a sociedade devido ao bom desempenho. É impressionante como as pessoas nos buscam e se sentem seguras em passar informações”, finalizou.

Estrutura

O Grupamento Especial Tático de Motos foi criado no dia 9 de junho de 2009 a missão de prevenir e repreender delitos, fiscalizar o trânsito, além de promover escolta e segurança de dignitários. A tropa é composta atualmente por 105 policiais militares.

Em função da natureza da sua missão, a unidade especial conta com uma política de treinamento contínuo de seus integrantes, seja para aperfeiçoamento físico quanto técnico. Além de aulas de educação física militar e defesa pessoal, o efetivo participa de treinamentos de doutrina operacional; pilotagem de alto risco; progressão tática; doutrina de escolta, segurança e policiamento de trânsito.

Atualmente, o Getam tem 54 motocicletas Yamaha/XT 660cc, totalmente adaptadas e equipadas para a realização do patrulhamento ostensivo, realizado em guarnições especiais, constituídas por quatro policiais especializados, embarcados em três motocicletas, contando com a segurança proporcionada por um policial na garupa, dotado de armamento longo de emprego coletivo.

O Grupamento conta, ainda, com 14 motocicletas Yamaha/Lander 250cc, utilizadas no treinamento técnico de pilotagem avançada dos seus integrantes, que precisam dominar completamente o equipamento e o armamento, a fim de cumprir a missões com eficácia.

 

Deixe uma resposta