Governo do Estado entrega Orla Salomão Porfírio Britto em Canindé

1fc66a795db980585795b392d5f75bc1A obra é fruto dos esforços do Governo do Estado, através do Prodetur e financiado pelo BID com recursos de R$ 6.633.884,61

O rio São Francisco, ou melhor, o ‘Velho Chico’, cantado em prosa e verso para todo país, personagem de novelas e por si só um espetáculo da natureza, ganhou na noite deste sábado, 30, um moderno equipamento de turismo e desenvolvimento na região do Alto Sertão sergipano com a inauguração da Orla Salomão Porfírio Britto, em Canindé do São Francisco.

A obra é fruto dos esforços do Governo do Estado, por meio do Prodetur e financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com recursos na ordem de R$ 6.633.884,61. O novo ponto turístico conta com restaurante com vista panorâmica para o rio São Francisco, 14 quiosques próprios para bares, dois postos salva-vidas, passarela de madeira, quadra esportiva com campo gramado, parque infantil, aparelhos para atividades físicas, duchas, ponto de apoio ao turista, amplo estacionamento para carros e ônibus, esgotamento sanitário e total acessibilidade para pessoas com deficiência.

A Orla faz parte dos anseios da população canideense há mais de 20 anos e foi promessa de muitas gestões, de acordo com o governador Jackson Barreto, que em sua fala frisou a importância do trabalho e investimento na qualidade de vida da população, mesmo em tempos de crise.

“Muitas vezes perguntam “Governador, como você consegue fazer obras com estado em crise, com dificuldades, sem dinheiro?”, eu digo que ruim é ficar chorando, esperando ver o leite derramado. Eu acho que, nesse momento de crise, a gente tem que ter coragem para enfrentar, ter iniciativa, passar por cima e não deixar o desânimo se fortalecer no meio de nós. A Orla foi uma promessa de muitos governos e quis o destino de Xingó que isso finalmente se tornasse realidade. Estou feliz porque estou entregando ao povo com o compromisso que assumi com você, pastor Heleno [prefeito de Canindé], de inauguramos juntos essa obra que é a chave de fortalecimento do turismo aqui em Canindé. Quero agradecer a Saulo [secretário de Estado de Turismo e Esportes] e a todos que colaboraram para que pudéssemos estar aqui hoje, embaixo dessa chuva, que é a presença de Deus, porque chuva no sertão é Deus olhando para a gente”, disse.

Ainda em seu discurso, o governador reforçou a preocupação em fortalecer o turismo em Canindé como forma de desenvolvimento e geração de emprego e renda, e destacou o papel de Marcelo Déda nessa conquista. “Canindé como destino turístico é realmente uma preocupação do governador, do governo e de todos aqueles que se preocupam com uma política de fortalecimento do turismo. Eu quero deixar claro a todos que o crescimento de Glória e Monte Alegre, e as obras de infraestrutura que Déda fez nas rodovias, a gente está coroando agora com a inauguração da Orla de Canindé. Na verdade, hoje em Canindé, a gente dá um salto de qualidade no turismo como um todo”, evidenciou.

Para o secretário de Estado de Turismo e Esporte, Saulo Eloy, a Orla servirá também como ferramenta de inclusão social. “Esse equipamento público serve não apenas como roteiro turístico, e certamente será um divisor de águas, mas, sobretudo, de inclusão social para a juventude de Canindé, com o campo gramado. Estamos aqui todos comemorando esse dia maravilhoso. Governador Jackson Barreto, o senhor mostra que cuidar das pessoas se faz com trabalho. O país vive hoje um momento de crise absoluta e muita dificuldade e o senhor hoje é a representação de que a força do trabalho faz a diferença. Parabéns a esse governo que faz muito pelo seu povo”, exaltou.

O prefeito de Canindé, pastor Heleno lembrou em seu discurso das várias idas ao BID na tentativa de aprovação do projeto juntamente ao Prodetur, do compromisso que a obra teve com sustentabilidade ao se preocupar com todo esgotamento sanitário da área.

“Fui diversas vezes à Brasília, no escritório do BID, para convencer, a pedido de Jackson, que eles liberassem o dinheiro para essa obra. A secretaria de Turismo montou uma equipe forte, colocou a Cristiana Santos [coordenadora geral do Prodetur] lá, que conduziu o processo com muita maestria. Nós temos que homenagear a todos. O turismo em Canindé será outro. O povo que vinha para cá e ficava só em Piranhas, agora vai ter a estrutura da Orla com as maravilhas do Velho Chico e essa maravilha da barragem de Xingó. Quero registrar uma obra que não falamos ainda, mas que é tão importante quanto essa Orla, que é o esgotamento sanitário, toda essa região tem essa intervenção, com tratamento de primeira”, elogiou Heleno.

Durante o evento, o prefeito de Canindé fez ainda uma homenagem à ex-secretária de Turismo do município, Silvinha Oliveira, e se comprometeu a entregar os quiosques aos antigos proprietários das barracas que funcionavam no local.

“Quero registrar também a importância de uma pessoa que não está mais entre nós, mas que contribuiu para isso. Silvinha foi uma grande secretária de Turismo, ela não está mais entre nós, nunca votou em mim, mas é justo que eu registre a participação dela nessa conquista. Quero registrar e agradecer o empenho que ela teve como auxiliar da prefeitura por esse momento. No mais, quero dizer que, a partir de hoje, Canindé do São Francisco viverá um novo momento na sua história turística e dizer aos remanescentes que tinham aqui os barracos, que começaram aqui 20 anos atrás, que os quiosques serão entregues a eles, assim como Jackson me pediu e orientou. Os quiosques serão distribuídos a eles na próxima semana”, relatou.

Melhores condições

Para o pescador Antônio Bezerra, a Orla representa mais do que um anseio da vida toda, representa melhores condições de vida para a sua família e a dos demais canideenses. “Vai dar melhores condições de vida para as famílias trabalhadoras de Canindé. Vai beneficiar a gente de verdade. Eu nunca esperei que a gente recebesse uma obra dessas”, disse.

Já a bailarina Catarina Côrrea, integrante do grupo de dança ‘O Xaxado’, acredita que a obra trará o incentivo que faltava ao turismo de Canindé. “Eu adorei a Orla.  É um lugar agradável e muito bonito. Era o que faltava para o turismo aqui, vai ajudar muito no desenvolvimento da cidade. O governo realmente está nos dando condições melhores”, garantiu.

Salomão Pórfirio de Britto

Anteriormente conhecida como Orla da Prainha, com a sua inauguração, o ponto turístico ganhou o nome do filho de sua terra e membro de uma das famílias fundadoras da cidade: Salomão Porfírio de Britto.

Ele, que nasceu em Canindé, em 1935, era filho de Antônio Porfírio de Britto e Hortência Maria da Conceição. Seu pai gerenciava e administrava a fábrica de cortume de Canindé. Salomão foi funcionário público da Emdagro, pecuarista, agricultor e exerceu o cargo de prefeito do município na década de 1970. Foi casado com Maria Auxiliadora de Melo Britto, com quem teve seis filhos. Salomão faleceu em setembro de 2014.

Visivelmente emocionada durante a inauguração da obra, a viúva disse que, não apenas ela como toda a família estão felizes com a homenagem. “Estou muito emocionada e satisfeita por essa linda escolha. Meu esposo é filho dessa terra, nascido e criado aqui. Membro de uma família tradicional de Canindé, uma das fundadoras da cidade. A família toda está muito feliz com esse legado”, falou.

Presenças

Estiveram presentes na solenidade a família de Salomão Porfírio Britto; os deputados federais Jony Marcos e João Daniel; o presidente da Assembleia Legislativa, Garibalde Mendonça; o deputado estadual Jairo Santana; o secretário de Turismo e Esporte, Saulo Eloy; a coordenadora geral do Prodetur, Cristiana Santos; os secretários de Estado de Infraestrutura, Valmor Barbosa, da Comunicação, José Sales Neto, Cultura, Irineu Fontes, de Governo, Benedito de Figueiredo, e o diretor presidente da Cehop, Caetano Quaranta Filho; ex-secretário de Turismo, Adilson Júnior, prefeitos de Poço Redondo, Roberto Araújo, e Glória, Chico do Correio; ex-deputado estadual Luciano Bispo.