Emerson Maciel: Um sergipano na Academia de Letras de Teófilo Otoni Sergipe em 23/11/2010 16:05h por Bareta | 29 comentarios


Por Luciana Novais*

“Sou poeta, mesmo não querendo ser.

Ainda que tentasse oprimir minhas palavras,

elas fluiriam naturalmente em meus atos”. (Emerson Maciel)


O jovem escritor, Emerson Maciel Santos, residente em Laranjeiras/SE, amante das letras desde a infância, é eleito para a Academia de Letras da cidade mineira Teófilo Otoni (ALTO). No dia 11 de Dezembro de 2010 será a cerimônia de posse com a presença de escritores de todo o Brasil, como também do exterior.

A partir das várias poesias que circulam pela internet, como no site pessoal www.emersonmaciel.com.br e pelos jornais, como O Liberal, elas chegaram até o secretário da Academia, Wilson Colares que analisou e avaliou juntamente com a equipe de júri da instituição. Assim o poeta foi indicado a ocupar a vaga dedicada a escritores de outros estados como membro correspondente.

Emerson Maciel é Membro Vitalício da Associação Internacional dos Escritores e Artistas – IWA, considerada a maior associação literária do mundo. Tem pouco mais de 1.310 membros, em mais de 112 países, e se destacam membros-escritores renomados como: Ernesto Sábato, da Argentina, Noan Chomsky, de USA, Fernando Alegría, do Chile, Ariano Suassuna, Fernando Henrique Cardoso, Presidente do Brasil (1994-2002), Frei Betto, Dr. Aécio Neves, Ex-Governador de Minas Gerais, dentre outros. Tornou-se membro por condecoração/convite enviado pela presidente Teresinka Pereira. A IWA tem sede em Toledo, OH, USA.

Em 2009 Foi nomeado Consul do Movimento Poetas Del Mundo por suas iniciativas em prol da cultura. O Movimento Poetas Del Mundo tem sede internacional em Santiago do Chile e sede Nacional Seção Brasil em Campo Grande – MS. Foi também nomeado como Embaixador do Circulo Universal da Paz em Laranjeiras/SE, que tem sede em Genebra-SU. No mesmo ano, numa sessão Solene foi nomeado “Árcade Honorário”, pela colaboração ao desenvolvimento da cultura em Sergipe e pela contribuição à edificação da história cultural. Título concedido pela Árcadia Literária do Colégio Atheneu Sergipense, Aracaju/SE.

Em fevereiro de 2010, fundou a primeira Rádio Web de Laranjeiras, a Rádio Brasil Casual www.radiobrasilcasual.com .Como Diretor da Rádio difundiu a marca Brasil Casual para todos os Estados do País. Foi também nomeado Chanceler do Movimento A Plêiade, por seus relevantes serviços prestados à comunidade cultural de Laranjeiras/SE.

Em 17 de Julho de 2010, a Rádio Brasil Casual foi homenageada durante o 3º Encontro de Radialistas e Amigos de Laranjeiras, com presença de todos os profissionais do Rádio AM e FM do Estado, sendo aclamado por todos pela brilhante iniciativa. Atualmente é Colunista-cultural do Jornal ‘O Liberal’. Venceu o 1º concurso de Poesias da FAESCL (2006), é também Membro-fundador do Clube Literário de Laranjeiras.

Diante das atividades culturais e literárias do poeta Emerson Maciel é que percebemos a criação poética desse jovem que está apenas no começo. É possível visualizarmos um percurso promissor dele, bem como para nossa Literatura, que em tempos de pós-modernidade, de identidades movediças, tem, aparentemente, transparecido uma produção literária, especificamente de poemas um pouco escassa. Constatamos uma produção mundial voltada para o sensualismo, o culto ao corpo, sexismo, ecologia, o amor líquido, como afirma Terry Eagleton (2010, p. 101), “O pós-modernismo decola quando já não se trata mais de ter informação sobre o mundo, mas de ter o mundo como informação”. Em meio a esse contexto regido pelo individualismo, consumismo, deparamo-nos com uma poesia capaz de alcançar os anseios mais profundos da alma humana: o desejo de amar e ser amado. É isso mesmo, essa é a temática predominante das poesias de Emerson Maciel, constantemente encontramos um eu lírico que não impõem empecilhos para o amor, para a expressão da subjetividade, dispondo o cerne do indivíduo, do sujeito presente nos poemas, nos contos, crônicas, canções.

“Da janela o poeta observa

Abismado com a vida

Que continua pateticamente bela”. (MACIEL, Roda viva)

Nos versos acima podemos ratificar os pressupostos apresentados sobre o poeta que resgata a função primordial da Literatura que é a humanização da história da humanidade.

Congratulamos o poeta por mais essa conquista, aliás, por esse reconhecimento, assim como a ALTO, porque soube reconhecer o talento daquele que possui extrema sensibilidade para enxergar e sentir o mundo, as pessoas, as situações, a humanidade, a política e principalmente a cultura.

Devemos destacar a eloquente façanha desse admirável poeta, que sabe fazer uso dos modernos meios tecnológicos para divulgar a leitura que faz do mundo que está a sua volta, possibilitando aos amigos, familiares, conhecidos e desconhecidos, degustar de sua sensibilidade para a vida. Sendo assim, mesmo não tendo ainda nenhuma publicação por meio impresso, hoje ele conquista esse espaço na Academia de Letras.

Desejamos que tão logo tenhamos nas livrarias acesso as suas criações literárias e que outras Academias o possam reconhecer.

“Vejo um passado distante.

Canto um presente sadio.

Lembro o futuro com saudade.

Saudade instrumento preferido

De um coração que ama, que sonha,

Que toca baladas e sabe esperar.

Um coração que pensa, sim pensa,

Sente, reclama e vibra

Quando penso na musa dileta”. (Emerson Maciel)

*Luciana Novais dos Santos é professora do curso de Letras nas Faculdades Pio Décimo (Aracaju/SE) e José Augusto Vieira (Lagarto/SE), atua na Universidade Federal de Sergipe como professorasubstituta. Contato: lunovax@hotmail.com


Compartilhar/Favoritos