Balança comercial de Sergipe registra superávit pelo segundo mês consecutivo

Equipe do Observatório de Sergipe divulgou dados com base em relatório do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Incentivado pelas recentes mudanças no câmbio do dólar, Sergipe, pelo segundo mês consecutivo, fecha com saldo positivo, de US$ 3,10 milhões, a balança comercial. As informações são passadas pela equipe do Observatório de Sergipe, na publicação Radar do Comércio Exterior, que é divulgada mensalmente pela equipe e que tem como base informações da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC/SECEX) .

De acordo com o levantamento as exportações cresceram 8,3% em relação ao mês anterior, e as importações 13,5%. No acumulado do ano, o saldo foi negativo em US$ 98,62 milhões, com acréscimo de 11,84% nas exportações e queda de 15,8% nas importações, comparado ao mesmo período do ano anterior.

“Acompanhar a evolução do comércio exterior sergipano é um importante meio para vermos o desempenho e perspectivas da economia local. Por exemplo, a recente valorização do dólar está favorecendo o aumento da exportação de alguns produtos fabricados em Sergipe, como sucos de laranja e calçados. Esta oportunidade deve ser aproveitada por estas cadeias produtivas”, destaca o coordenador do Observatório, Ciro Brasil.

O levantamento aponta ainda que no comparativo entre setembro de 2014 e setembro de 2015, as exportações subiram 140,7% e as importações reduziram em 49,6%. Vale destacar que os principais produtos exportados foram sucos e óleos de laranja. Já as importações, concentraram-se principalmente em insumos químicos para fertilizantes.

Sobre o Radar

O “Radar” é uma série de publicações que medem indicadores econômicos do estado, seja nas áreas de emprego, comércio, entre outras. No caso do Radar Comércio Exterior, o Observatório de Sergipe analisa mensalmente dados referentes a transações comerciais ocorridas na economia sergipana. “O intuito do Radar Comércio Exterior é que, em apenas uma página, o leitor consiga ter uma boa visão sobre o assunto. Analisamos a performance da balança comercial com o mês e o ano anterior, além de elencarmos os principais produtos, empresas e países envolvidos nas transações”, completa Ciro Brasil.

Comente: