Operação Corpo Fechado: Denarc prende envolvidos com tráfico de drogas em Socorro

O Departamento de Narcóticos deflagrou nas primeiras horas da manhã desta terça-feira, 27, a Operação Corpo Fechado, em Nossa Senhora do Socorro. As investigações tiveram como foco o cumprimento de três mandados de prisão e cinco de busca e apreensão em diferentes residências, a maioria no Conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro.

 

“O principal alvo foi o vereador J. H. V. dos Santos, eleito pelo município de Nossa Senhora do Socorro. Além dele, foram presos A. dos Santos, conhecido como Maicon, e A. Batista da Silva. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em residências de pessoas próximas do vereador, todas no Conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro, com exceção dos mandandos de busca e apreensão e o de prisão na residência de A. Batista Silva, segurança do parlamentar, localizada no bairro Jabotiana, em Aracaju”, explicou o delegado e diretor do Denarc, Osvaldo Resende.

Na representação enviada ao Poder Judiciário, a polícia explica que há também fortes indícios e materialidade da prática de lavagem de dinheiro realizada pela associação criminosa, para conferir aparência lícita ao lucro obtido com o tráfico de substâncias entorpecentes. Pelo menos, recentemente, 36 motos e carros de luxo foram detectados em nomes de parentes e pessoas próximas de Zé Aílton. Entre os veículos, estão um Pajero, Fluence, Versa, Astra e diversas motocicletas novas.

 

Início das investigações

 

As investigações começaram graças a um levantamento feito por investigadores do Denarc, em 4 de outubro deste ano, em uma residência no Conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro. Uma informação sigilosa levou uma equipe do Denarc a checar a informação sobre a chegada de um carregamento de drogas. Na casa, os agentes encontraram uma espingarda calibre 12, munições e cerca de dez quilos de maconha.

 

“As investigações e técnicas de perícia levaram a descobrir que a droga pertencia ao vereador. Um veículo Fusion, utilizado por ele, também foi apreendido. O parlamentar já foi condenado a três anos de reclusão por ter sido preso e autuado em flagrante na madrugada de 02 de dezembro de 2014, portando ilegalmente uma pistola ponto 40. Também já foi flagrado pelo crime de receptação, pois estava com um veículo com restrições de roubo. No momento da abordagem, o vereador portava o Certificado de Registro e Licenciamento do veículo falso”, afirmou o delegado Osvaldo Resende.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *