Trio suspeito de comercializar dinamites é preso em Itaporanga

c8df366a-3485-fb90Agentes da Polícia Civil, vinculados ao Complexo de Operações Policiais (COPE), prenderam na tarde desta quarta-feira, 30, Jonh Lenon Batista Santos, Edmar Santos Eleotério e Diogo Lima Guilherme, suspeitos de fornecer materiais explosivos a quadrilhas especializadas em roubo a agências bancárias no Estado. Com eles, foram apreendidas bananas de dinamite que estavam escondidas embaixo da ponte que divide os municípios de Itaporanga d’Ajuda e São Cristóvão.

 

De acordo com o delegado Jonathas Evangelista, coordenador da operação, a ação teve início quando policiais do COPE foram acionados a fim de averiguar uma denúncia anônima sobre um indivíduo, morador da Rua da Palha, em Itaporanga, que teria escondido uma caixa contendo dinamites embaixo da referida ponte. “De posse das informações, nossas equipes se dirigiram primeiramente à ponte, localizando a caixa contendo os artefatos. Logo em seguida, efetuamos diligências para a residência do suspeito, identificado como Edimar Santos Eleotério, vulgo “Pica Pau”, realizando a sua prisão”, disse.

dinamitesAinda segundo o delegado, em depoimento no local, Pica Pau teria confessado que os explosivos teriam sido repassados por Jonh Lenon e que posteriormente seriam vendidos para Diogo. “Ao ser questionado sobre a origem dos explosivos, Pica Pau teria confessado que adquiriu o material com Jonh, que havia subtraído os explosivos de uma pedreira situada em Itaporanga, onde prestou serviços recentemente. De posse das informações, realizamos diligências, localizando os outros dois envolvidos”, afirmou Jonathas Evangelista.

No momento, a Polícia Civil continua os trabalhos com intuito localizar todo o material desviado e efetuar a prisão das outras pessoas envolvidas. Para o chefe de polícia, possivelmente os explosivos que foram comercializados seriam utilizados em explosões de agências bancárias.

Comente: