SSP registra 50 prisões em flagrante nas Delegacias Plantonistas de Sergipe

A Secretaria de Segurança Pública registrou das 18h de 06 de maio até às 8h da manhã desta segunda-feira, 09, 50 prisões em flagrante nas Delegacias Plantonistas do Estado. Boa parte está relacionada aos crimes de tráfico de entorpecentes, porte ilegal de arma de fogo, furto, embriaguez ao volante, roubo,dano ao patrimônio, entre outros.

 

Em uma das ocorrências registradas na sexta-feira, policiais civis da Delegacia de Umbaúba realizaram a prisão de Genivaldo Santana Santos, 22 anos, acusado pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Inicialmente ele tinha sido preso por estar com um revólver adquirido de um homicida, além de sete trouxas de maconha. Após diligências, foi encontrado em sua residência 3kg da mesma droga empacotada e 1kg cortada em pequenas porções prontas para venda.

No sábado, policiais militares da Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran) prenderam José Carlos Vieira Conceição melo e Adriano dos Santos Albuquerque pelo crime de roubo. O fato, registrado na capital sergipana, chamou a atenção pelo fato da dupla se desentender quanto à divisão do material roubado e um comparsa atingir o outro com facadas. Com os suspeitos foi apreendido um revólver calibre 32 e a faca utilizada no segundo delito. O acusado que ficou ferido foi encaminhado ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse); o outro foi levado à 4ª Delegacia Metropolitana.

A Secretaria da Segurança Pública informa que mantém abertas das 18h da sexta-feira até 6h da segunda-feira, todos os finais de semana, duas Delegacias Plantonistas em Aracaju e mais cinco no interior: Itabaiana, Nossa Senhora da Glória, Estância, Propriá e Lagarto.

Sem homicídios nas últimas 24h

E o Dia das Mães, celebrado nesse domingo, 08, foi comemorado sem nenhum registro de homicídio. Segundo dados do Instituto Médico Legal (IML),  nas últimas 24h, iniciadas às 07h do dia 08 até às 07h desta segunda-feira, não foi contabilizada entrada de corpos oriundos do crime de homicídio no Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *