SSP e Setransp lançam campanha para ampliar divulgação do Alerta Celular em Sergipe

O sistema permite o cadastro das informações do aparelho e a emissão de alertas em casos de perda, furto ou roubo; aumentando as chances de recuperação

Olhe em volta. O seu aparelho celular está bem perto agora? Pois é, virou peça indispensável no dia a dia, seja a trabalho ou para registrar momentos. Mas, o que faria se o perdesse? Extravio, furto ou roubo. Foi pensando nisso que o Alerta Celular foi criado e implantado em Sergipe pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), e agora ganha o apoio do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp).

A SSP lançou a campanha com o Setransp e já a partir do Carnaval irá distribuir material informativo nas principais cidades onde haverá festas no período. Segundo o coordenador de Comunicação da SSP, Lucas Rosário, a ideia é fomentar a informação a respeito do serviço e utilizar as redes sociais, divulgação espontânea da imprensa e agenda de eventos em escolas, associações de moradores e até shows com grandes públicos para que o serviço seja maciçamente divulgado. 

O Sest/Senat, um dos parceiros da campanha, irá disponibilizar uma van caracterizada, que fará o cadastro do Alerta Celular de maneira itinerante, em diversos locais da capital e interior do estado. Também participaram do lançamento da campanha as polícias Civil e Militar, da Guarda Municipal de Aracaju e da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).

O diretor do Departamento de Tecnologia da Informação (DTI) da SSP, Leandro Azevedo, destacou a importância do Alerta Celular no combate direto ao roubo e furto de aparelhos celulares; além de contribuir para que aparelhos perdidos também não sejam alvo de ações criminosas, como apropriações ou vendas indevidas. 

“No momento do lançamento, nós tivemos uma parceria com televisões. Com a novidade, o sistema teve um grande crescimento no número de cadastros de dispositivos, tanto preventivamente, quanto já roubados, que também podem ser cadastrados. Mas, nem todos conhecem o sistema, então acredito que com essas divulgações nós conseguiremos uma maior visibilidade do serviço e a população aumente a adesão, que ajudará tanto a secretaria, quanto a população”, explicou.

O secretário da Segurança Pública, João Eloy, ressaltou a importância da plataforma do Alerta Celular como um inibidor não apenas da prática do roubo e do furto do aparelho; mas também como um instrumento de diminuição da incidência de outras ações criminosas, relacionadas ao tráfico de drogas e receptação, por exemplo.

“O sistema ajudará com toda certeza. Porque os envolvidos nas ações criminosas quando roubam ou furtam um celular tem como objetivo a troca por drogas. Nenhum traficante vai querer está com um produto, sabendo que a qualquer momento a polícia poderá chegar até ele, fazer a apreensão e prendê-lo também por receptação, além do tráfico de drogas”, contextualizou.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp), Alberto Almeida, citou que a participação da entidade na divulgação do Alerta Celular é de extrema importância, pois desde que a bilhetagem eletrônica foi ampliada, o alvo das ações criminosas passou a ser o passageiro. Para ele, o sistema é uma forma de melhorar a segurança de quem depende do transporte coletivo para as atividades diárias.

“Com a bilhetagem eletrônica, se retirou o dinheiro do ônibus, houve uma redução muito grande. Então, as investidas agora ficaram mais dirigidas ao celulares. Com esse aplicativo você consegue diminuir o interesse dos criminosos, porque eles sabem que podem ser identificados e isso irá gerar uma melhor segurança para os usuários do transporte. Além de que, sem a parceria com a SSP, não teria acontecido a redução de 85% nos assaltos a ônibus, registrada recentemente”, concluiu.

O Alerta Celular e como cadastrar um aparelho

O sistema, desenvolvido em Pernambuco e lançado em outubro do ano passado em Sergipe, funciona a partir do cadastro do telefone celular no Alerta Celular, disponível no Portal Cidadão. O cidadão precisa apenas obter o código de identificação do celular (o IMEI, digitando no teclado numérico o código *#06#), guardar esse código, acessar o portal, fazer o cadastro e inserir as informações sobre o modelo e o IMEI do aparelho; além de números para contato.

Com o cadastro feito, em caso de perda, roubo ou furto, o usuário emite o alerta pelo sistema e, logo em seguida, presta um boletim de ocorrência informando o acontecimento (nos casos de roubo, somente em delegacias). A partir desse momento, durante o trabalho diário das polícias, como abordagens nas ruas, no transporte coletivo ou em outras situações, caso seja verificado que um aparelho celular tenha restrição emitida pelo sistema, o aparelho será apreendido e poderá ser devolvido ao proprietário.Ver todas as notícias

SSP – Secretaria de Segurança Pública 
Aracaju/SE Intranet Polícia CivilPraça Tobias Barreto, 20 – Bairro São José – 49015-130
(79) 3216-5400Desenvolvido por CPSI/DTI – Todos os direitos reservados © 2017

Comente: