Polícia prende grupo criminoso que planejava explodir agências bancárias em Sergipe

A quadrilha iria agir ontem (16) em Itaporanga D’Ajuda. Com os criminosos foram apreendidos armas, explosivos e drogas

Uma ação conjunta do Departamento de Narcóticos (Denarc) e do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE), com o apoio da Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol), desarticulou na tarde de ontem (16), uma organização criminosa que planejava explodir agências bancárias na cidade de Itaporanga D’Ajuda.

Segundo a delegada do Denarc, Danielle Garcia, o grupo vinha sendo investigado há cerca de três meses.  “Assim que assumi a delegacia, continuamos as investigações e nesse pouco tempo conseguimos identificar uma grande quadrilha. As investigações à princípio eram voltadas para o tráfico de drogas, mas no meio das apurações percebemos que eles estavam se organizando para fazer assaltos a bancos e a partir disso fizemos a interface com o Cope”, explicou a delegada.

 

A ação foi possível após uma denúncia anônima dando conta que o grupo iria explodir ainda na noite de ontem caixas eletrônicos em Itaporanga D’Ajuda. “Com a denúncia, na tarde de ontem fizemos a abordagem no povoado Sapé onde apreendemos diversos materiais, armas e entorpecentes. Nesse imóvel conseguimos realizar algumas prisões, mas alguns dos alvos conseguiram fugir. Durante abordagem às pessoas tivemos a informação de outra uma residência na praia do Abaís, em Estância, e ao entrar nesse imóvel os outros integrantes não se encontravam”, relatou o delegado do Cope, Dernival Eloi.

 

O delegado acredita que as pessoas que estavam na casa do Abaís foram avisadas no momento da primeira abordagem, por isso conseguiram fugir.  A quadrilha pretendia iniciar uma série de explosões em Sergipe. “Eles pretendiam explodir vários cashes aqui no Estado. A primeira ação seria realizada ontem à noite em Itaporanga. Em um dos celulares apreendidos foram localizados vídeos de uma agência bancária da cidade, onde o grupo estava visualizando toda a movimentação da agência, inclusive os abastecimentos dos carros fortes”, ressaltou Dernival Eloi.

Na ação, os policiais apreenderam armas, sendo um fuzil, uma espingarda calibre 12 roubada de um policial militar de Alagoas, cinco tabletes de maconha, luvas, ferramentas e aparelhos celulares. Encontraram ainda uma grande quantidade de explosivos e 24 baldes de utensílios pontiagudos, que seriam jogados em via pública para furar pneus das viaturas e atrapalhar o deslocamento da polícia.

 

Todos os presos são do município de Itaporanga e os outros são dos Estados da Paraíba e de Pernambuco. Nenhum dos envolvidos resistiram a prisão.

O delegado Dernival Eloi acredita que o grupo é composto por mais de dez pessoas. Estão foragidos J. T. da S. – que é apontado com líder da quadrilha e já responde a processos por assaltos e explões a bancos em Pernambuco, de onde conseguiu escapar de um presídio -, U. P. da S., um homem de pré nome Ítalo, outro identificado apenas por “Pelúcia” e um adolescente de 16 anos.

 

As investigações continuam a fim de capturar os foragidos e identificar outros possíveis integrantes da quadrilha.

 

 

Comente: