Polícia Civil flagra nova situação de maus-tratos contra égua em Simão Dias

Animal estava em posse da mesma mulher que teve outros animais retirados de sua guarda devido a situação precária em que se encontravam

A Delegacia de Simão Dias instaurou novo procedimento investigativo pela constatação de uma nova situação de maus-tratos contra os animais por parte de uma moradora do município. Ela já havia sido flagrada com uma égua e com cachorros em situação precária no dia 22 de junho. Após o flagrante, os animais foram encaminhados para unidades de tratamento, sendo que um dos cachorros veio a óbito. Já no dia 19 de julho, a Polícia Civil recebeu uma nova denúncia de que a moradora estaria com uma nova égua, recebida por doação de populares, também em situação de maus-tratos.

O delegado Clever Farias relembrou que no primeiro caso, foi instaurado um inquérito policial para apuração da conduta de maus-tratos contra os animais. Na época, a equipe da Delegacia de Proteção Animal e ao Meio Ambiente (Depama) também acompanhou as diligências investigativas do caso. “Instauramos inquérito diante da constatação da situação dos maus tratos, também foram recolhidos três cachorros, sendo que um deles estava em situação de maus-tratos, foram encaminhados a um centro de proteção aos animais, lá passou por procedimento cirúrgico e não resistiu vindo a óbito”, detalhou.

Clever Farias destacou que, após alguns dias desse fato, foram recebidas novas denúncias contra a mesma moradora do município. “No dia 19, recebemos uma nova denúncia de que a mesma senhora estaria com uma nova égua também numa situação de maus-tratos. A população local fez uma doação e quando chegamos lá constatamos a situação em que a égua estava com as patas traseiras lesionadas, abatida, presa em local inadequado, sem água e sem comida”, acrescentou.

Diante da situação em que o animal foi encontrado, a égua foi recolhida. “Novamente, recolhemos o animal, entramos em contato com a pessoa que fez a doação para que eles recebessem de volta e ela foi novamente ouvida sobre o novo fato. Ontem, o veterinário avaliou e constatou que era uma situação precária. Iremos encaminhar para Justiça esses dois fatos de equinos e a do cachorro que veio a óbito”, afirmou o delegado Clever Farias, responsável pelas investigações.

Comente: