Polícia Civil elucida latrocínio ocorrido em uma agência bancária em Socorro

Crime ocorreu em outubro do ano passado, onde foi subtraída a quantia de R$ 100 mil da vítima

A Polícia Civil realizou na manhã desta terça-feira, 23, uma coletiva à imprensa para esclarecer a elucidação do latrocínio que vitimou José Luiz França dos Santos, no dia 9 de outubro do ano passado, em uma agência bancária situada no município de Nossa Senhora do Socorro, região metropolitana da capital.

Após um ano de trabalho investigativo, policiais civis do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), conseguiram realizar a prisão de F. S. F., 25 anos, e O. S. M., 49 anos, responsáveis pelo crime.

A delegada Juliana Alcoforado, responsável pelas investigações, destacou o trabalho realizado para elucidação do crime.

“Vínhamos investigando este caso há mais de um ano e essa dupla passou a ser alvo de nossas investigações desde o mês de agosto, quando fizemos as primeiras oitivas deles e pudemos coletar mais alguns elementos. Esse caso foi de extrema complexidade, porque foram demandadas diversas medidas judiciais deferidas pelo Poder Judiciário junto ao Ministério Público. Com base no deferimento dessas medidas e nas implementações das mesmas, chegamos à conclusão de que esses indivíduos foram os autores do crime”, relatou.

Mais quatro outras linhas investigativas foram apuradas pelas equipes, que vinham monitorando o ganho patrimonial dos autores ao longo do período pós crime, não restando dúvidas da participação deles na ação delituosa. Os autores serão conduzidos ao sistema prisional, onde aguardarão julgamento.

Antecedentes

Segundo informações da delegada, F. Silva não tinha antecedentes criminais, enquanto Oviêdo Santos já havia respondido por vários roubos, tráfico de drogas e responde também por falsificação de documentos. Foram apreendidos com os suspeitos um veículo Golf  e uma motocicleta, além de imóveis não registrados adquiridos com o dinheiro roubado.

Relembre o caso

O crime ocorreu na tarde do dia 9 de outubro de 2017, quando José Luiz de França estava indo com um malote contendo o valor de R$ 100 mil da empresa onde ele trabalhava para recolhimento em uma agência bancária localizada no conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro. No local, a vítima desceu do veículo e foi surpreendida por dois indivíduos que se aproximaram em uma motocicleta.

A dupla abordou José Luiz usando arma de fogo, que correu para o interior do banco, mas não conseguiu passar pela porta giratória da agência. Os indivíduos se aproximaram e um dos suspeitos realizou diversos disparos contra a vítima. O malote com dinheiro foi subtraído e os suspeitos fugiram do local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *