Operação Pescaria: Denarc deflagra operação e prende oito no combate ao tráfico de drogas

Ação policial ocorreu nas cidades de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro e Carmópolis

O Departamento de Narcóticos (Denarc) deflagrou uma operação de combate a um grupo criminoso que atuava com o tráfico de drogas na localidade conhecida como Rua do Rio do Sal, em Nossa Senhora do Socorro, na Grande Aracaju. A ação policial ocorreu na manhã desta quinta-feira (22) tanto em Socorro, quanto na capital e também no município de Carmópolis. Até o momento, oito investigados foram presos.

A operação teve como objetivo localizar e prender, ao todo, dez integrantes do grupo criminoso. A operação foi batizada com o nome de Pescaria em decorrência do nome do líder do grupo, que foi apelidado como “Sardinha”. Os suspeitos presos foram J. de Andrade Pinto dos Santos, o “Sardinha”, J. Andrade Pinto dos Santos; V. Santos da Silva, o “Vítor Motoboy”;  A. Silveira de Araújo; R. Balbino dos Santos; J. Marconi dos Santos, o “Maike ou Maicon”; J.Santos Júnior e M. Dias da Silva Neto, o “da Roça”.

O delegado Hugo Leonardo explicou que a operação foi deflagrada após denúncias de que o grupo estaria atuando na localidade da Rua do Rio do Sal. “Recebemos informação, há cerca de cinco meses, de que o grupo estaria praticando o tráfico de drogas na localidade, que fica no conjunto João Alves. E que inclusive alguns deles já tinham respondido pelo crime de homicídio relacionado ao tráfico de drogas”, detalhou. 

Ainda conforme o delegado Hugo Leonardo, integrantes do grupo atuavam com a venda do entorpecente, o armazenamento e a distribuição de drogas para traficantes menores. “Identificamos dois irmãos – J. e J., o Sardinha – como os organizadores do crime. Abaixo deles, havia os indivíduos que distribuem as drogas para traficantes menores e para usuários finais do entorpecente”, acrescentou.

“Tinha um suspeito que era responsável por guardar a droga. Outro distribuía drogas para Aracaju. Os demais traficavam para usuários finais. Ao total, foram oito presos e esperamos que diminua bastante o fluxo do tráfico de drogas na região. Iremos continuar as investigações. Há um homicídio que ocorreu no final de junho que é reputado a essa organização criminosa”, pontuou Hugo Leonardo.

A ação policial contou com a participação do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), Divisão de Inteligência (Dipol), 5ª Delegacia Metropolitana (5ª DM), Delegacia de Malhador e do Canil da Guarda Municipal de Aracaju.

Comente: