Operação Divisa – MPSE investiga supostos desvios de recursos públicos em contratos de coleta de lixo

O Ministério Público de Sergipe, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou na manhã desta quarta-feira, 22, a “Operação Divisa”. As investigações são conduzidas pela 11ª Procuradoria de Justiça Criminal e apuram supostos desvios de recursos públicos na prestação do serviço de coleta de lixo, contratado com dispensas de licitação aparentemente fraudulentas e contratações emergenciais forçadas, com indícios de ausência de efetiva prestação dos serviços.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços residenciais, empresariais e de órgãos públicos nos Municípios de Indiaroba/SE, Lagarto/SE, Salvador/BA e São Sebastião do Passé/BA. Os mandados foram executados por equipes dos Gaecos do MPSE e do Ministério Público da Bahia (MPBA), com o apoio operacional das unidades da Polícia Militar do Estado de Sergipe – Comando de Operações Especias (COE) e Grupo de Ações Táticas do Interior (GATI).

Segundo o diretor do Gaeco/MPSE, o promotor de Justiça Bruno Melo, “intensificamos a atuação no combate ao crime organizado e, com a pandemia, aprofundamos muitas investigações. Essa operação, por exemplo, cumpriu mandados em 08 alvos. Foram apreendidos documentos e aparelhos eletrônicos que serão analisados pela equipe técnica do Gaeco para reforçar toda a prova produzida anteriormente. Não houve prisões e as investigações correm sob sigilo”.

Com informações do Gaeco/MPSE

Núcleo de Comunicação

Ministério Público de Sergipe

E-mail: comunicacao@mpse.mp.br

Facebook: mpseoficial

Instagram: mpsergipe

Fotos: Gaeco MPSE / MPBA

Comente: