Número de homicídios cai 24% em Sergipe durante festejos de Carnaval

Apesar da baixa nos crimes violentos, mortes no trânsito aumentaram em 2020

As instituições que formam a SSP registraram um número menor de mortes violentas durante os dias de Carnaval deste ano em relação a 2019. Em 2020, foram 13 homicídios dolosos; contra 17 no ano passado, considerando exatamente o recorte da sexta-feira, 18h, até o final da noite da quarta-feira de Cinzas. Já no tocante às mortes por acidentes de trânsito, houve um aumento no número de vítimas. Enquanto houve o registro de quatro óbitos em 2019, esse número passou para oito neste ano.

No tocante aos homicídios, no Carnaval de 2016 foram registrados 24 casos, caindo para 18 no ano seguinte. Em 2017, foi registrada uma leve alta para 22 ocorrências, reduzindo para 17, em 2019. A retração na incidência desse tipo de ação criminosa reduziu novamente. Em 2020, foram 13 homicídios. 

A coordenadora das delegacias da capital (Copcal), Viviane Pessoa, destacou a redução na incidência desse crime durante as festividades carnavalescas no estado. “Pelas ocorrências, que levantamos na capital e no interior, nós tivemos uma redução nos casos de crimes violentos letais intencionais de 24%”, apontou.

O coronel José Moura Neto, comandante do policiamento militar da capital (CPMC), citou o reforço policial que contribuiu para o resultado positivo. “Enfatizamos o contingente de 2,5 mil policiais escalados para os dias de festas, também sugerimos que alguns eventos fossem finalizados ainda pelo dia para que pudéssemos dar melhor segurança nessas festas”, detalhou. 

Acidentes de trânsito com vítimas fatais

Durante esse Carnaval, foram registrados oito óbitos por acidentes de trânsito no estado. O número é maior do que o ano passado, quando foram contabilizadas quatro mortes. No ano de 2018 foram seis vítimas fatais. Em 2017, sete; e em 2016, seis mortes em decorrência de acidentes de trânsito.

A Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran) e o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV) reforçaram o policiamento nas principais avenidas e rodovias da capital do interior do estado. A fiscalização realizada pelas unidades da Polícia Militar tiveram como objetivo coibir a combinação álcool e direção, uma das principais causas dos acidentes de trânsito.

Comente: