Identificado condutor de caminhonete que vitimou fatalmente motociclista na região central de Aracaju

O condutor inicialmente havia negado o atropelamento, mas confessou que dirigia o veículo no dia do acidente

A Delegacia Especial de Delitos de Trânsito (DEDT) ouviu, no final da manhã desta segunda-feira, 4, o autor do homicídio culposo de trânsito que vitimou Marcus Aurélio do Amor Divino Lisboa. O condutor foi identificado como G. dos Santos Costa. O caso ocorreu no cruzamento entre as ruas Lagarto e Divina Pastora, na região central da capital, no dia 12 de dezembro de 2020. O motorista saiu do local sem prestar socorro e foi identificado pelo procedimento investigativo conduzido pela DEDT.

De acordo com a delegada Daniela Lima, as investigações foram iniciadas logo após o acidente fatal e contou com a análise de elementos que ficaram no local do crime. “A partir da identificação do modelo específico de caminhonete utilizado no momento do acidente, a partir de fragmentos, como o parachoque, que ficaram no local, foi feita a identificação específica do modelo e das possíveis placas”, destacou.

Com os elementos colhidos pela perícia no local do acidente que vitimou fatalmente Marcus Aurélio, chegou-se ao motorista da caminhonete. “Foi feito um levantamento de dados e filtragem que chegou a pessoa de Gladson. A primeira abordagem foi feita no dia 29 de dezembro. Ele inicialmente negou a própria identidade. Mas, depois, se apresentou à delegacia, acompanhado de advogados”, citou a delegada.

“Ele prestou depoimento e negou que era o autor do acidente, alegou que não tinha recordação do fato, pois se encontrava sob o uso de medicações psiquiátricas. Nesta segunda-feira ele reconheceu ser o autor do acidente, narrou a dinâmica de movimentação no dia da colisão fatal e disse estar acompanhado”, detalhou a delegada. As investigações continuam com diligências complementares para a conclusão do inquérito policial e oitiva da pessoa que estaria na caminhonete junto a Gadson.

Comente: