Agentes da Guarda Municipal de Aracaju participam de curso para operação de drone

A partir da parceria entre a Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec) da Prefeitura de Aracaju e a empresa TexEngen Engenharia e Soluções, integrantes da Guarda Municipal de Aracaju (GMA) participam do curso de operadores de aeronaves remotamente pilotadas. Conhecidos como domo drones, os equipamentos oferecem perspectiva de inovação e otimização das ações. Além do treinamento que está sendo ofertado para 10 guardas, a TexEngen doou um drone para a GMA.

Após a conclusão do curso, os guardiões estarão aptos a operar aeronaves não tripuladas. De acordo com o diretor da Guarda Municipal de Aracaju, subinspetor Fernando Mendonça, em breve, a GMA iniciará a utilização do equipamento. “A tecnologia é muito importante para o desenvolvimento das ações realizadas pela Guarda Municipal. Os drones poderão ser utilizados tanto no policiamento preventivo de áreas públicas, como o Parque da Sementeira e Praia Formosa, como em grandes eventos, como Forró Caju e Revéillon”, afirma.

O diretor técnico da TexEngen, Carlos Júnior, afirma que o curso possibilita aos guardiões o contato com equipamentos de alta tecnologia, que os auxiliarão no policiamento preventivo. “Os drones vêm sendo empregados em diversas atividades profissionais, inclusive na segurança pública. O curso intensivo, que estamos realizando, tem a duração de 60 horas, com aulas teóricas e práticas. O número reduzido de alunos permite que possam ter um contato maior com as aeronaves e possam passar pelo maior número possível de aulas práticas, direcionadas à atividade de segurança pública”, pontuou.

Um dos instrutores do curso é o capitão Clarckson Hora, integrante do Núcleo de Operações com Drone da Polícia Militar de Sergipe, que possui vasta experiência em legislação e pilotagem de aeronaves remotamente pilotadas. De acordo com o instrutor, a utilização de drones no policiamento preventivo pode maximizar a atuação da corporação.

“O drone é uma inovação tecnológica que vem sendo muito bem empregada como uma ferramenta de segurança para os próprios operadores de segurança pública. Ao invés de expormos ao perigo dois ou três integrantes de uma guarnição, enviamos o drone, que observa o ambiente dando informações para que o policial possa chegar àquela área com o máximo de segurança e o mínimo de riscos”, considerou o capitão Clarckson Hora.

O instrutor considera ainda outros benefícios proporcionado pelo equipamento. “A utilização da aeronave gera economia de combustível, amplia o raio de visão dos guardiões e maximiza o tempo gasto no patrulhamento, gerando eficiência e eficácia ao serviço”, acrescentou o capitão da PM.

Comente: