Operação Onça Pintada: Mais um integrante de associação criminosa é preso

Ele seria responsável por recepcionar a chegada da droga no Loteamento Pantanal, entre outras atribuições

 

Na manhã desta quinta-feira, mais um integrante da associação criminosa desmantelada na última segunda-feira, 07, durante a Operação Onça Pintada, foi preso. Trata-se de G. S. da Silva, mais conhecido como “Labaferro”, 33 anos. Ele se apresentou na presença de um advogado, no Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc), responsável pelas investigações.

Segundo o diretor do Denarc, delegado Osvaldo Resende, Labaferro seria responsável por recepcionar a chegada da droga no Loteamento Pantanal, com também encarregado de receber os valores provenientes do tráfico e de atuar como contato direto com outros traficantes que seriam clientes do grupo.

G. possui passagem pelo sistema prisional sergipano há quatro anos, quando foi preso pelo crime de tráfico de entorpecentes. No momento de sua apresentação, foi dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva, sendo posteriomente encaminhado ao presídio, à disposição do Poder Judiciário.

Operação Onça Pintada

A operação teve como objetivo desarticular uma das maiores associações criminosas envolvida com tráfico de drogas, instalada no Loteamento Pantanal, localizada próximo ao bairro Inácio Barbosa. O grupo comandava a distribuição de drogas no Bairro Inácio Barbosa, além de revender entorpecentes para outras localidades da Grande Aracaju. No total, mais de 50 mandados, entre prisões preventivas e buscas domiciliares, foram expedidos, resultando na prisão de 29 pessoas.

Os mandados foram cumpridos nos Estados de Sergipe, Alagoas e São Paulo, representados pelo Departamento de Narcóticos (Denarc/PCSE), após informações repassadas pelo Comando de Operações Especiais (COE/PMSE), acerca da atuação dos grupos de traficantes no Pantanal. As investigações tiveram o suporte fundamental do Poder Judiciário, Ministério Público e Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), através da Central de Monitoramento de Presos.

Fonte: SSP/SE

Deixe uma resposta