Vereador foi pago para assumir a CPI do lixo na câmara de Aracaju

 A defensora pública e vereadora, Emília Corrêa (Patriota), cobra a instalação imediata da CPI do Lixo, na Câmara Municipal de Aracaju. Segundo ela, a Comissão de Inquérito Parlamentar, nasce do clamor do povo aracajuano que exige uma investigação para apurar e depois, se necessário, um procedimento para punir desmandos e desvios dos gestores.
De acordo com Emília, o inquérito policial sobre o escândalo envolvendo a Torre Empreendimentos e o resultado da eleição em 2016, reuniu elementos necessários à apuração da prática de infração e de sua autoria.
“O Conselho de Controle de Atividades Financeira (COAF), da Polícia Civil sergipana, identificou a prática de volumosos saques da TORRE, às vésperas da eleição municipal e ligações telefônicas entre representante da empresa com o então candidato Edvaldo Nogueira”, lembrou.
Emília lembrou ainda que, de acordo com a investigação, na semana que antecedeu o primeiro turno do pleito, R$ 3 milhões foram sacados da conta da TORRE e os saques se repetiram no  segundo turno do ano eleitoral.
“Informações sobre  conversas de funcionários da TORRE com vereadores vazaram. Detalhes que foram confirmados por nossas fontes.  E fica um questionamento:   será que estavam tentando cooptar parlamentares?  Coincidência ou não,  foi preciso buscar amparo na justiça para que essa Casa Legislativa, investigasse o caso. O certo é que a CPI do Lixo precisa ser instalada para mostrar a verdade”, alertou.
E por fim,  a vereadora do patriota ressaltou a importância da instalação da Comissão CPI do Lixo para esclarecer o trabalho de investigação sobre se houve abastecimento de caixa dois de campanha de 2016. E mais,  se vereadores entraram no esquema de engavetar, ou conduzir, a instalação dessa CPI.
“Somente com a Comissão Parlamentar de Inquérito será possível, nesta Casa,  entender a morosidade em se instituir essa comissão.  O que fica mesmo é que há algo de podre nessa história. O povo de Aracaju merece a verdade”, advertiu.
Ascom
Foto: Gilton Rosas

Comente: