Situação dos barraqueiros da Orla de Atalaia é inadmissível, lamenta Kitty Lima

A deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) esteve reunida com representantes da Associação de Barracas da Atalaia (ASBAL) para ouvir dos comerciantes que atuam na região dos Arcos da Orla de Atalaia as principais queixas que têm interferido no trabalho desenvolvido por eles no comércio local. Os trabalhadores apontam a falta de infraestrutura por parte da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), que assumiu a responsabilidade sobre a administração do local, como o principal problema que tem prejudicado as vendas dos barraqueiros que atuam em um dos principais cartões postais de Aracaju.

De acordo com os comerciantes, a falta de infraestrutura para que as barracas funcionem com condições mínimas de higiene é o principal problema que eles enfrentam há vários anos. Isso porque desde que a PMA – por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) – assumiu a gerência sobre as barracas, localizadas na faixa de areia em frente aos Arcos da Orla de Atalaia, nenhuma melhoria foi realizada para os comerciantes que têm que trabalhar em boxes tomados pela areia, sem energia elétrica para equipamentos como freezers e geladeiras, e sem serviços básicos de água e esgoto.

“É uma situação bastante delicada porque estamos falando de donos de bares que precisam ter as condições mínimas para oferecer bebidas e alimentos para os clientes, muitos deles turistas que frequentam o local por ser um dos pontos turísticos mais famosos da nossa cidade. E o que eles encontram aqui é a falta de infraestrutura para recebê-los”, lamenta Kitty.

“Conversei com membros da ASBAL e com comerciantes local que se queixaram ainda da falta de banheiro e de um sistema de esgoto. Além disso não há oferta de água encanada nos boxes para o preparo dos alimentos e nem pra higienização, um completo absurdo por parte da Prefeitura de Aracaju que fechou os olhos para esses trabalhadores, para a população sergipana que frenquenta o espaço e um total descaso com o turismo da Orla de Atalaia”, pontuou a deputada.

Diante da precariedade a qual estão submetidos os barraqueiros, Kitty Lima apresentará na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) uma indicação à Emsurb solicitando que todos problemas pontuados pelos comerciantes sejam solucionados o mais rápido possível.

“Não podemos permitir que essa situação continue do jeito que está, a Emsurb precisa fornecer as condições necessárias para esses trabalhadores prestarem um serviço de qualidade aos seus clientes. Será que é essa a imagem de Aracaju que o prefeito Edvaldo Nogueira quer para os turistas que visitam a nossa capital? É esse o tratamento que a gestão dá aos barraqueiros e barraqueiras que estão correndo atrás do sustento de suas famílias?”, questionou Kitty.

Foto: Assessoria Parlamentar

Comente: