“Setransp mente ao afirmar que benefícios aumentariam a tarifa”, diz Seu Marcos

Após o anúncio do pedido de reajuste da tarifa de ônibus pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiro (Setransp) para R$ 4,40, o vereador Seu Marcos (PHS) repudiou o argumento utilizado pelos gestores para barrar as leis que tratam sobre os benefícios que contemplam os usuários do transporte público da capital.

O parlamentar foi taxativo ao explicar que tanto a Lei nº 5.024/2018, que trata da meia passagem aos domingos, quanto a de nº 5.020/2018, que prevê a ampliação da gratuidade de idosos a partir de 60 anos, não são responsáveis pelo aumento da tarifa da passagem, já que os efeitos das leis estão suspensos pela justiça a pedido dos próprios empresários. “Setransp mentiu quando disse que a redução da tarifa aos domingos e a gratuidade aos idosos seriam fatores predominantes para o reajuste da passagem. As leis nem sequer estão em vigor e o valor pedido, a meu ver, é um absurdo. Principalmente, após redução do imposto sobre o diesel”, alertou.

Seu Marcos ressaltou ainda a falta de compromisso social das empresas com o povo aracajuano. “É lamentável reajustar o preço, já que, teve mudanças no repasse do diesel. Qual a justificativa para esse aumento? O trabalhador da nossa capital paga uma tarifa cara por um serviço sem qualidade. Eles estão pedindo o mesmo valor que é cobrado em Salvador e em outras capitais, nas quais as empresas operam. Quando se trata de ajudar a população, o Setransp se esquiva, mas o lucro sempre é bem-vindo”.

O vereador, que foi autor dos dois projetos que viraram leis, concluiu sua fala fazendo um apelo ao povo. “Não podemos aceitar essa imposição. Por que o reajuste? Será que eles acham que o aracajuano é besta, que não sabe ir para as ruas reivindicar os seus direitos? Convoco todos para lutar contra esses empresários que se acham dono do poder”, finalizou.

Comente: