“Quem precisa do INSS está à própria sorte porque não há instituição que a represente”, afirma Isac

Os problemas envolvendo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), foram apresentados na Câmara de Vereadores de Aracaju, na manhã desta quinta-feira, 4, pelo vereador Isac Silveira (PCdoB). “O governo criou o chamado teletrabalho, por isso, a gente passa em frente as agências do INSS e não vê mais aquelas enormes filas, a fila agora é virtual. Você liga para o 135 e faz o seu agendamento, e é aí que começa a dor de cabeça dos brasileiro”, explica o vereador.
As dificuldades enfrentadas pelos servidores do INSS também foi apresentada pelo vereador que é um dos servidores públicos do órgão. “Para vocês terem uma ideia 40% dos servidores do INSS de Sergipe, a exemplo de todo o Brasil, se aposentaram. E há anos não tem concurso, nem a famigerada terceirização, ou seja não há servidores. E esse problema não começou com Bolsonaro, isso vem desde o governo Dilma, mas Bolsonaro ainda não mostrou nenhuma ação para sanar as dificuldades daqueles pobres que precisam da previdência para sobreviver. Quem precisa do INSS está à própria sorte porque não há instituição que a represente”.
Entre os inúmeros problemas relatados pelo vereador Isac, conhecedor das causas e problemas envolvendo o INSS, foram citadas, também, as dificuldades do atendimento online, onde não há mais o contato do servidor com a população. “Os servidores não podem mais conferir e dizer que está faltando alguma documentação. Se faltar algum documento, ou algo estiver preenchido de forma errada, depois de digitalizado, o pedido estará indeferido”.
O parlamentar faz um clamor para os deputados federais sergipanos: “Façam uma movimentação para suplantar tantos problemas da previdência social. Em várias casas tem pessoas que estão esperando um benefício do INSS, não dá para um cidadão esperar mais de 90 dias para fazer uma perícia. Muitas dessas pessoas sustentam as famílias”, relata o vereador.

por Bruna Cury, Assessoria de Imprensa do parlamentar 

Comente: