Oposição crítica a falta de boa vontade para resolver a situação dos grevistas

A defensora pública e vereadora, Emília Corrêa (PEN), voltou a tecer críticas pela falta de boa vontade política do executivo para resolver definitivamente a situação dos médicos da rede municipal, em greve há quase 85 dias. Segundo a parlamentar, o Prefeito Municipal de Aracaju (PMA), Edvaldo Nogueira (PCdoB), não recua e mantém essa luta de braço com a categoria; enquanto isso, a população aracajuana padece.

“Os médicos tiveram a humildade de pedir ao prefeito de Aracaju, que não recorresse da decisão do Tribunal de Justiça – TJ/SE que negou o reconhecimento da ilegalidade da greve, e que de forma pacífica e negociada fosse resolvido o impasse dos pagamentos dos servidores, ainda do mês de dezembro de 2016. Com isso, os médicos, mais uma vez, deram uma demonstração clara que estão sensíveis. Os médicos demonstram que querem chegar a um denominador comum, mas não há boa vontade política para resolver, está mais do que claro isso”, pontuou.

A vereadora disse ainda que não existe interesse do Governador do Estado, Jackson Barreto, e do prefeito de Aracaju, em resolver questões essências e vitais para o povo. “Não há boa vontade política para resolver essas questões delicadas que afetam a população mais carente. Governador e Prefeito estão do mesmo lado. O governador aceita passivamente a saída de quem trabalha verdadeiramente, com dedicação como aconteceu agora com a polícia sergipana; na mesma linha, Edvaldo Nogueira na saúde não demonstra nenhuma aptidão para equacionar o embaraço com os médicos grevistas”, lamentou.

Foto: Gilton Rosas

Por Andrea Lima, Assessoria do parlamentar

Leia mais

Deixe uma resposta