Nitinho fala sobre obra de recapeamento em Aracaju

Durante o Grande Expediente da 70ª Sessão Ordinária desta terça-feira, 17, o presidente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Nitinho (PSD), ocupou a Tribuna para falar sobre a contratação da nova empresa, pela Prefeitura de Aracaju (PMA), para realizar continuação das obras de recapeamento asfáltico nas principais Ruas e Avenidas da cidade.

Segundo Nitinho, o prefeito Edvaldo Nogueira vem se dedicando para recapear as principais Avenidas de Aracaju. “São muitas obras em todos os cantos da cidade. Mas o que me deixa triste é ouvir o discurso da oposição reclamando dos transtornos na Av. Beira Mar. Nessa Avenida, a primeira empresa que assumiu a obra não teve condições de continuar e o prefeito contratou a segunda empresa pelo mesmo preço da primeira. Precisamos deixar bem claro que não está sendo pago mais caro pelo serviço”, disse.

O presidente também explicou sobre a inviabilidade da obra ser realizada no período noturno. “Para realizar essa obra a noite seria um custo muito elevado, e esse dinheiro pode ser usado em outras obras e pavimentações ou em mais investimentos em saúde e educação. Para a oposição é fácil falar mal, criticar, mas vamos ter consciência e não ficar só criticando as obras que estão sendo feitas por Edvaldo. Eu queria saber qual empresário que quer pagar diária e adicional noturno? Não podem fazer discurso político torcendo para que der errado, tentando enganar a população de Aracaju”.

Para Nitinho, a população também precisa reconhecer a importância dessas obras. “Algumas pessoas vieram me reclamar que as obras estão fazendo poeira e que não era necessário fazer pavimentação, mas sabemos que a cidade está precisando de recapeamento. Sei que pavimentação gera transtorno, principalmente nas Avenidas principais da cidade, como as Avenidas Rio de janeiro, Hermes Fontes, Beira Mar e na Saneamento, mas vamos ter consciência que são obras necessárias”, ressaltou o presidente.

Aparte

Em aparte, o vereador Zezinho do Bugio (PTB) falou que a obra de recapeamento da Av. Beira Mar está causando transtornos na região, mas destaca a inviabilidade de realizar a obra no período da noite. “Sei que a obra a noite é inviável porque fica mais cara e também incomoda os moradores da região com os barulhos das máquinas. Por isso, entendo que é transtorno pelo dia, mas executar a obra a noite gera caso de polícia, por conta da Lei do Silêncio”, enfatizou o parlamentar, parabenizando o discurso do presidente.

Por Fernanda Sales

Comente: