Durante o pequeno expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), o deputado estadual Moritos Matos (REDE), usou a tribuna para falar sobre o reajuste dos combustíveis que o Governo Federal tem imposto à sociedade brasileira. Segundo informações repassadas pelo parlamentar, a gasolina teve 11 aumentos nos últimos 17 dias.

Relatou ainda que desde o início da sistemática de aumento de combustível, o Governo Federal já repassou para as refinarias 58% de reajuste. “Um absurdo! O preço em Aracaju está variando entre R$ 4,19 e R$ 4,59. Para abastecer, o cidadão vai gastar em média entre R$ 180 e R$ 200, e, se precisar encher mais de uma vez o tanque, vai gastar entre R$ 350 a R$ 400. Isso, sem esquecer os aumentos constantes de gás de cozinha e energia”, destacou Matos, acrescentando que o brasileiro trabalha cinco meses para pagar impostos.

“A gente faz a pergunta: será que é justo? Um momento tão difícil que o Brasil está passando onde mais de 13 milhões de pessoas estão desempregadas, é lamentável que aconteça tanto aumento e jogue a responsabilidade para a população”, indagou Matos.

De acordo com o parlamentar, o Governo deveria rever essa política de reajuste do combustível sobrecarregando o poder de compra do brasileiro. “Já não basta o prejuízo com a aprovação da reforma trabalhista que fez até o trabalhador deixar de procurar a justiça em busca de seus direitos, pois as ações desse tipo reduziram, em média 10%, variando de Estado para Estado”, colocou o deputado.

Foto: Jadilson Simões

Por Rede Alese