Luciano Bispo concede entrevista e fala sobre eleições, saúde e economia

Na manhã desta terça-feira, 19, o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) deputado Luciano Bispo (MDB) concedeu entrevista ao  Jornal da FAN FM.  O deputado, que esteve em isolamento domiciliar  por 15 dias após testar positivo para a COVID-19 no dia 2 de maio, demonstrou estar saudável e disposto para retornar às atividades da Casa Legislativa que iniciam hoje, 19, com discussões de pauta para votação.  Na entrevista o deputado tece comentários sobre  política, economia e saúde.

Eleições Municipais

Luciano Bispo abre a entrevista falando sobre as Eleições Municipais deste ano, onde os brasileiros vão eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Para ele, mesmo diante dos  impactos levantados pelo novo coronavírus em diversas áreas, às eleições devem ocorrer normalmente em 2020.

“Eu sou a favor que as eleições aconteçam  ainda esse ano, se ela não ocorrer no mês de outubro, ela ocorrerá em novembro ou em dezembro. O Supremo Tribunal Eleitoral entende que se prorrogar a eleição, teria que se mudar a Constituição Federal. Falar em eleição é polêmico por conta da situação da pandemia. E mesmo ela acontecendo, acredito que será feita de forma atípica. Vamos aguardar a posição final do alto escalão, prevista para agora em Julho.

Cloroquina

O deputado contou que quando esteve positivo para a Covid-19, temeu bastante por  estar inserido no grupo de risco. “Fiquei maluco com esse resultado, pela minha idade e por questão de saúde mesmo, pois tenho diabetes e problemas nos rins. Estive assintomático, e nada senti em meu corpo. O abalo foi mesmo o psicológico, por você se ver trancado, longe de tudo, por estar doente e sem saber o que acontecerá”, disse Luciano Bispo, que afirma continuar com instruções de cautela, como medidas de isolamento e uso de máscara.

Ao ser  perguntado por um ouvinte que acompanhava a entrevista sobre o uso da Cloroquina, o  Luciano Bispo afirmou que  a usaria, muito embora  as opiniões entre as  organizações de saúde e representantes da comunidade científica sejam divergentes quanto a eficácia da cloroquina.

“Se eu precisasse, eu faria uso sim da Cloroquina. Minha esposa, que é biomédica e bióloga,  já estava preparada para usar a cloroquina em mim. Muitos médicos discordam do uso. O vírus é novo, e  a cloroquina é optativo de uso. No meu caso, usaria.”, destacou.

Economia

Sobre  as divergências que há entre a população, onde parte defende em  continuar com o  isolamento e  outra parte defende a reabertura de todo o comércio para a retomada da economia e o desaceleramento do desemprego, o deputado disse que  compreende bem os dois lados, mas está com as palavras do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, de que a defesa da vida é o mais sábio a se fazer.

“Quem tem seus negócios, o empresariado, está passando por  dificuldades enormes, principalmente a partir de agora em diante, onde as  reservas estão acabando. Com o comércio trancado, eles já pagaram as folhas de  março, abril e a de maio, o mês de  junho será pior ainda. Quem for biscateiro mesmo, se tiver alguma reserva em casa já acabou. E embora  façam polêmicas e críticas  sobre os auxílios, esse dinheiro foi muito louvável, evitou saques em armazéns e mercados”, avalia Luciano Bispo.

O deputado  disse que compreende  a aflição de todo o setor da economia, e citou como exemplo o comércio de Itabaiana, “cidade de povo trabalhador e dinâmico, loucos para abrir e  sobreviver financeiramente, eu sei bem disto, mas os números de casos de pessoas com contágio na cidade vem aumentando, e a vida é mais importante nesse momento difícil”, disse.

Luciano defende medidas tomadas pelo governador Belivaldo Chagas, compreende que o governo tem tomado cada passo com muita responsabilidade. ” Há os que são contra as  medidas de prevenção, mas ele tem buscado salvar vidas. Vejam que apesar de todas as medidas  de precaução do prefeito de Aracaju, Edvado Nogueira, o número  de infectados pelo coronavírus vem subindo. Usar máscara e fazer o isolamento é muito importante”, defendeu

O presidente da Alese encerrou a sua entrevista destacando que vem  sempre dialogando com o governador e com o secretário de Finanças, Antônio Queiroz,  sobre as consequências na economia do Estado. ” Não é fácil cuidar da economia e da saúde nessa crise de pandemia, e  afirmo que sem a  ajuda do Governo Federal não teria como Sergipe andar”, declarou Luciano Bispo.

Votação

Sobre a votação remota que ocorrerá amanhã na Alese, dia 20, o deputado conta que não há  nenhum assunto polêmico em pauta, mas  adianta que o Poder Executivo pretende antecipar  o feriado de  08 de julho, Independência de Sergipe, para a próxima sexta-feira, dia 22.

Foto: Jadilson Simões

Stephanie Macêdo – Rede Alese

Comente: