Jason quer redução nos impostos da passagem para não ter reajuste

Os empresários do transporte coletivo estão pleiteando um novo aumento na passagem de ônibus para R$ 4,44. Esse valor é considerado abusivo pela maioria dos vereadores de Aracaju; sendo que o vereador Jason Neto acredita que a solução para o setor é a desoneração nos impostos, que poderá provocar até uma redução na tarifa do transporte público.

Jason Neto fez uso da tribuna na sessão dessa quarta (31), para solicitar que a Câmara de Vereadores promova um amplo debate sobre o transporte coletivo. “Nós, infelizmente, temos a prática de discutirmos sobre o transporte público somente na reta final, quando existe a possibilidade de aumento da passagem ou mesmo por conta de alguma greve. O transporte coletivo é essencial e é necessário que essa Casa faça um grande debate, ouça todos os lados, e perguntemos o que pode ser feito para melhorar?”, discursou o vereador.

Para Jason Neto, a solução é a redução na carga tributária, que é muito alta. “Aqui em Aracaju, existe um imposto sobre tarifa de 4% enquanto que em muitas cidades que não possuem tal imposto. O ICMS aqui é de 9%, enquanto que em outros locais é de apenas 5%. Se houver a desoneração dessa carga tributária todos ganharão. Ao invés de estarmos discutindo aumento, estaremos fazendo discursos sobre a redução da passagem”, detalhou.

Qualidade no transporte

Jason afirmou que os empresários estão querendo um aumento abusivo na tarifa de ônibus e que já solicitou a apresentação da planilha de custos, para que possa ser analisada. “Também é preciso exigir a licitação do transporte coletivo. Não podemos permitir que o usuário do sistema sempre pague o ‘pato’. Precisamos discutirmos o porquê que o transporte está ruim, como melhorar os pontos; os terminais que precisam de reforma, os banheiros são impossíveis de serem usados”, disse o vereador.

“Não estamos aqui afirmando que os empresários são os culpados, não é isso. Pelo contrário, estamos falando de um serviço essencial, que também tem que ter contrapartida dos poderes públicos. O fechamento de uma empresa dessa significa desemprego de centenas de pessoas, redução na frota e piora na qualidade do serviço. Vamos convidar o Setransp, os empresários, a Prefeitura e usuários para uma discussão sobre o transporte público”, finalizou o vereador Jason Neto.

Por Henrique Matos, Assessoria de Imprensa do parlamentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *