A comunidade indígena da Ilha de São Pedro, no município de Porto da Folha, localizada à margem do Rio São Francisco, recebeu o deputado Gustinho Ribeiro (PRP), nesta sexta-feira (31), em sua aldeia. O deputado visitou o povo Xocó e conheceu boa parte de sua cultura, história, costumes e colocou seu mandato à disposição da localidade.

 

“Agradeço ao vereador Marcel que conseguiu intermediar essa visita, uma vontade do nosso mandato há algum tempo. Agradeço também ao cacique Bá, um líder extremamente respeitado que nos recebeu de braços abertos e mostrou muito da história de luta da comunidade, que conseguiu a conquista de fundar a aldeia em 1979”, afirmou o parlamentar.

 

O deputado colocou seu mandato à disposição da Ilha de São Pedro para contribuir e tentar ajudar em qualquer demanda da comunidade, que recebeu a primeira visita de um deputado na feira livre. “Estamos com nosso mandato comprometido em construir uma parceria que traga ainda mais conquistas para o povo Xocó. Sabemos o quanto é importante uma representação dos povos indígenas na Assembleia Legislativa”, garantiu Gustinho.

 

Gustinho conversou com a comunidade e conheceu a feira local, idealizada pela indígena Maria Quitéria juntamente com seu irmão Paulo. “Uma excelente iniciativa que muito contribui para a comunidade, que tem acesso fácil e rápido a uma gama de alimentos e também pode comercializar artesanato, como o da dona Dora, e disponibilizar brinquedos para as crianças”, disse.

 

O deputado teve a oportunidade de conhecer toda a aldeia, como o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) – o primeiro inaugurado numa comunidade indígena do Brasil, em 2010, no governo Déda e Jackson Barreto -, o polo base de saúde indígena da localidade, a igreja católica e as escolas indígenas. Também conheceu o cantor nativo Denisson Silver, “o guerreiro apaixonado”, e recebeu de presente um colar indígena, amuleto que representa sorte e prosperidade.

 

A cultura indígena Xocó foi identificada pelos jesuítas no século XVI, mas o grupo acabou sendo expulso da região. Após muita luta, a comunidade voltou e fundou sua aldeia, retomando a Ilha de São Pedro no final da década de 1970. Mas só nos anos 90 foi que a Fundação Nacional do Índio (Funai) homologou a terra indígena, anexando a Ilha de São Pedro, constituindo assim a terra indígena da etnia Xocó.
Da Assessoria de Imprensa

 

Foto: Divulgação