Goretti: “É preciso responsabilidade do secretário da Saúde para a reabertura do Hospital de Lagarto”

Na manhã de hoje, 30, a deputada estadual Goretti Reis ocupou a tribuna do pequeno expediente para falar de sua preocupação sobre a interdição, a partir da zero hora de hoje, do Hospital Regional de Lagarto Monsenhor João Batista Daltro. A interdição ética foi dada pelo Conselho Regional de Medicina de Sergipe- Cremese. “O município de Lagarto e toda a região Centro Sul estão em situação de preocupação porque não conseguem regularizar o funcionamento daquele estabelecimento sem as escalas completas de profissionais. Com esse fechamento todos os que precisam de atendimento terão que se deslocar para as cidades de Itabaiana, Estância ou Aracaju”, ressaltou a parlamentar.

A deputada explicou que o hospital está em processo de federalização, ou seja, em transição, onde o Estado está passando para ser gerenciado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). “É um processo que naõ acredito que seja concluido até setembro ou final do ano. Já foi realizado concurso publico, mas esses profissionais não foram chamados ainda. Fica a secretaria das Saúde sem querer investir porque não terá continuidade para a contratção desses profissionais porque em seguida a EBSERH assumirá e nessa fase de transição quem está sendo penalizada, mais uma vez é a população. Como representante do povo lagartense, tentei ontem fazer contato com o secretário de Estado da Saúde, mas não obtive êxito. Entrei em contato também com com o superintendente da EBSERH de Lagarto, Valter Joviniano de Santana Filho que diz está no aguardo da contratação de profissionais para que a escala possa ser fechada e o Hospital vonte a atender a população”, explicou Goretti Reis.

Para concluir a parlamentar disse que é preciso encontrar caminhos e possibilidades para viabilizar o funcionamento daquele estabelecimento porque essa situação aflige e preocupa a população que precisa se deslocar em busca de atendimento de urgência e emergência. “Situação que está deixando a população em pânico. Fica aqui o nosso registro de pedido ao secretário da Saúde para que o mais rápido possível faça a reposição desses profissionais para que o hospital volte a normalidade”.

 

Da Assessoria Parlamentar

 

Foto: Jadílson Simões  

Comente: