Emília Corrêa: “Mulheres, não deixem de denunciar qualquer agressão”

Aproximadamente uma em cada quatro mulheres brasileiras com mais de 16 anos sofreu agressões nos últimos doze meses, segundo levantamento do instituto Datafolha, realizado a pedido do FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública) no início deste ano. Na pesquisa, 27,4% das entrevistadas disseram ter sofrido alguma violência. Entre as que foram violentadas, 52% não denunciaram os casos. Os dados alarmantes, serviu como pauta, para o pronunciamento da vereadora Emília Corrêa (Patriota) no Legislativo Municipal.

“Muitas mulheres dependem financeiramente dos seus maridos, companheiros ou namorados e, isso, acaba sendo um obstáculo para as mulheres denunciarem o agressor, mas nada é mais importante que a dignidade, a vida e o respeito. Não se deixem enganar. Não vai mudar. Quem é assim, infelizmente, vai permanecer”, declarou Emília Corrêa.

Segundo a vereadora, que também atua como Defensora Pública, é grande o número de vítimas que retiram queixa. “O que eu percebo, no Juizado de Violência Contra Mulher, em algumas atuações, é muitas mulheres, no meio do caminho, desistem. Antes, a lei permitia que ela retirasse a queixa na polícia, hoje, se ela quiser desistir, vai ter que ser durante a audiência, e isso tem ocorrido bastante. Essa atitude não elimina o risco. Mulheres, vocês não precisam disso. Não tenha medo de denunciar”, alertou.

Comente: