Adelson Barreto chama atenção para a violência contra idosos

 

Um em cada seis idosos é vítima de algum tipo de violência em todo o mundo. Foi com este dado alarmante que o deputado Adelson Barreto (PR), usou a tribuna da Câmara Federal nesta terça-feira (20) para chamar atenção, tanto do poder público quando da sociedade, sobre o crescente número de idosos afetados por abusos ou violência e cobrar ações imediatas para combater este tipo de crime.

De acordo com o parlamentar, 16% das pessoas com mais de 60 anos sofreram algum tipo de abuso nos últimos anos. “A violência contra o idoso nem sempre se manifesta fisicamente. Há formas aparentemente mais sutis, porém igualmente destrutivas, como a violência psicológica, física, sexual, financeira e mesmo a negligência de cuidados”, destacou Adelson.

Ainda de acordo com o deputado, tudo o que pode comprometer a integridade física e/ou emocional do idoso deve ser considerado violência. “O mais complicado é que na maior parte das vezes o agressor é da própria família, o que faz com que o idoso sinta ainda mais dificuldade em buscar ajuda para libertar-se do problema”, alertou.

Na tribuna, Adelson apresentou dados que mostram que em 28 países a violência contra idosos está aumentando. “Estima-se que, em 2050, o número de idosos vai dobrar, e a grande maioria estará vivendo em países de baixa e média rendas. Se a proporção de vítimas continuar como atualmente se apresenta, o número de idosos afetados por abusos ou violência pode alcançar 320 milhões de pessoas”, destacou.

Em seu discurso, o deputado ressaltou ainda que não devemos fechar os olhos para o destino dos idosos e solicita a todos que ao suspeitarem de qualquer forma de violência a idosos que denunciem o caso. “Quero ratificar a nossa preocupação e fazer uma reflexão. Quantas vezes há registros de um familiar e/ou parente coagindo idosos a contrair um empréstimo para beneficia-lo”, finalizou.

Deixe uma resposta