Programação de fevereiro da Brigada Itinerante iniciou nesta quarta

Nossa Senhora das Dores, dias 1° e 02, e Pacatuba, dia 03, abrem a agenda do mês

Nesta quarta-feira, 1º, iniciou mais uma programação mensal da Brigada Itinerante, força-tarefa do Governo de Sergipe, gerenciada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), responsável por ajudar os municípios no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

Esta semana, Nossa Senhora das Dores, dias 1° e 02, e Pacatuba, dia 03, abrem a agenda do mês. Os outros dez municípios que recebem a visita dos agentes de combate às endemias são: Laranjeiras, Pedra Mole, Santa Rosa de Lima, Telha, Moita Bonita, Itabaianinha, Porto da Folha, Siriri, Riachão do Dantas e Santa Luzia do Itanhi.

“No ano passado, nossas equipes realizaram mais de 140 visitas. Alguns municípios receberam a Brigada Itinerante mais de duas vezes pela necessidade do suporte que a força-tarefa oferece às equipes de agentes municipais”, explicou o diretor geral da Funesa, Adriel Alcântara.

A programação é montada pela Secretaria de Estado de Saúde baseando-se nos índices de infestação do mosquito nos municípios. “Os gestores municipais também enviam ofícios solicitando a presença da Brigada”, comentou o diretor.

Dengue, chikungunya, zika e microcefalia

De acordo com o último Informe Epidemiológico, até agora foram notificados 272 casos de microcefalia, com sete óbitos confirmados. Os casos notificados estão distribuídos em 56 municípios sergipanos. A região de Aracaju aparece com maior número de casos notificados, seguida pelas regiões de Nossa Senhora do Socorro, Estância e Itabaiana.

Em relação ao zika vírus, de 2016 até agora, foram notificados um total de 223 casos prováveis distribuídos em 26 municípios. Os seis municípios com as maiores taxas de incidências são: São Miguel do Aleixo, Umbaúba, Santa Luzia do Itanhi, São Domingos, Arauá e Moita Bonita. Em 2017, há registro de dois casos prováveis.

Este ano já foram confirmados 14 casos dos 29 notificados de chikungunya em Sergipe. Já em relação à dengue, foram notificados 48 casos prováveis, com 21 confirmados da doença até o momento.

 

Comente: