Prefeitura de Itaporanga realiza a VI Conferência Municipal de Assistência Social

11846584_745683265576945_8973873151835043339_nPor meio da Secretaria Municipal da Assistência Social e Trabalho, a Prefeitura de Itaporanga D’Ajuda realizou nesta terça-feira (04), no Auditório Municipal, a VI Conferência Municipal de Assistência Social (CMAS).

A Conferência Municipal de Assistência Social teve por objetivo analisar, propor e deliberar, com base na avaliação local, as diretrizes para gestão e financiamento do Sistema Único da Assistência Social (SUAS), reconhecendo a corresponsabilidade de cada ente federado.

Com o tema “Consolidar o SUAS de vez, rumo a 2026”, a Conferência abordou diversas temáticas sociais. Também foi apresentado o diagnóstico dos serviços sociais desenvolvidos em Itaporanga, com a assistente social Jane Alves, que fez a exposição das ações municipais no campo da assistência social.

A secretária municipal da Assistência Social, Mirela Côrtes, que apoiou e participou da organização da Conferência, destacou a importância da temática.

“A Conferência é uma grande ferramenta de gestão. E o tema abordado este ano nos permite avaliar o que foi feito, discutir o orçamento para essa área e consolidarmos o SUAS. Tudo isso é um grande desafio para todos nós, mas sabemos que fomentar o assunto é primordial para desenvolvermos uma gestão assertiva. Levar a assistência social para quem precisa: esse é o objetivo da gestão da prefeita Gracinha”, observa a secretária.

Para a vice-presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Josimeire Melo, esse é um momento de reflexão e de implementação de ações.

“Esse é um grande momento de fazer uma reflexão de tudo o que foi deliberado e o que deixou de ser implementado, para que possamos trabalhar e ver quais foram os problemas encontrados que impediram a implementação de determinadas ações. Por isso, é muito importante a participação não apenas dos profissionais da área, mas principalmente da população carente que é a que mais precisa da assistência social”, discursou Josimeire, que declarou oficialmente aberta a Conferência.

De acordo com a prefeita Maria das Graças (Gracinha), que participou da Conferência, este é um momento importante para a discussão de políticas sociais que visem o bem-estar do povo de Itaporanga.

“Debater a assistência social é debater políticas públicas para a nossa população. Nossa gestão tem feito muito pela área social, mas reconhecemos que precisamos avançar cada vez mais. Temos vários projetos em ação no município de Itaporanga que vêm contribuindo muito com a população carente, a exemplo dos programas Mais Alimentos e Mais Sopa, que estão ajudando as famílias carentes a terem uma vida melhor. Nossa gestão vai continuar trabalhando para criar outros programas sociais que visem ajudar as famílias mais carentes de nosso município”, afirma a prefeita.

Coral

O público se emocionou com a apresentação do Coral do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), composto por meninos e meninas com idade média entre 5 e 12 anos. O maestro Ítalo Rauonir, que coordena o Coral Infantil, cantou o Hino Nacional Brasileiro na abertura do evento.

Palestra

A assistente social Rosaria de Souza Rabelo, ex-secretária de Assistência Social da Prefeitura de Aracaju, palestrou sobre a “Consolidação do SUAS de vez, rumo a 2016. O Pacto Republicano no SUAS rumo a 2026: o SUAS que temos e o SUAS que queremos”.

Público

Participaram da Conferência Municipal de Assistência Social, além da prefeita Gracinha, a secretária municipal de Assistência Social, Mirela Côrtes; a vice-presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Josimeire Melo; a secretária Executiva da Conferência Municipal da Assistência Social, Jane Alves; o secretário municipal de Governo, Thiago Luduvice; o secretário municipal da Agricultura, Indústria e Comércio, César de Bebé; a representante dos usuários do SUAS, Maria Nivalda Batista, integrante do Centro dos Idosos; a coordenadora social Elma Regina, o vereador Marcelo Anchiete, assistentes sociais, psicólogos e servidores públicos, entre outros.

Comente: