Prefeita de Monte Alegre pode perder o mandado por apropriação indébita

 

A prefeita de Monte Alegre de Sergipe/SE pelo PRB, Nena de Luciano   não tem feito o repasse para a Câmara de Vereadores do município referente aos subsídios dos vereadores,  despesas da casa e salários dos servidores de forma regular. O atraso chega até dois meses. O descontentamento é geral na Casa Legislativa e todos pedem medidas duras e urgentes por parte das autoridades.

A prefeita ao cometer essa infração coloca em risco o seu mandato e o descontrole financeiro da prefeitura.  Uma ação judicial já está sendo providenciada pela a Câmara de Vereadores.

Segundo informações da Casa Legislativa o débito acumulado ultrapassa os 80 mil reais.

Os repasses da Câmara são recursos destinados ao poder Legislativo e não pode ser utilizado para outros fins. Diz a Lei: “Os recursos correspondentes às dotações orçamentárias, compreendidos os créditos suplementares e especiais, destinados aos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário e do Ministério Público, ser-lhes-ão entregues até o dia 20 de cada mês…”.

Um pedido de afastamento da prefeita será encaminhado a Justiça e em seu lugar deverá assumir a vice-prefeita Valdirene

Acrisio – Presidente da Câmara de Vereadores

Comente: