Oitava edição da Fecic acontece em Nossa Senhora das Dores

Os alunos do Colégio Estadual General Calazans apresentaram os resultados das pesquisas científicas

A manhã desta quinta-feira, 24, foi de aprendizado e integração na cidade de Nossa Senhora das Dores. A 8ª edição da Feira de Ciências do Colégio Estadual General Calazans (Fecic), unidade escolar circunscrita à Diretoria Regional de Educação 5 (DRE 5), contou com a participação de mais de 250 estudantes, além dos pais, professores e moradores da cidade, que aproveitaram para conhecer um pouco mais acerca dos temas científicos.

A Fecic é idealizada pelo professor Nilson Santos. Neste ano o tema central da Feira é “Inventores e Invenções”. Foram apresentados 45 projetos de bancadas – com equipes compostas por no máximo quatro alunos – e, ainda os discentes se caracterizaram de inventores, filósofos e personagens estudados.

A feira contou com sete salas temáticas, e cada uma delas focou em uma área do conhecimento, mostrando algumas descobertas que mudaram a vida das pessoas, trazendo melhoria e facilitando o dia a dia.

Popularização da Ciência

“O objetivo da Fecic é trabalhar a ideia da popularização da ciência e permitir ao aluno ter contato com a experimentação científica para que dessa forma ele possa ser estimulado a pesquisar e a usar o método científico, montar experimentos, observar e chegar às conclusões sobre fenômenos da natureza, invenções e descobertas em todas as áreas do saber”, explicou o professor Nilson Santos.

A jovem Bruna Santos Souza, aluna do 2° ano, conta que aprendeu muito durante as pesquisas. Ela realizou um estudo sobre a vida e a atuação política do terceiro presidente dos Estados Unidos, Thomas Jefferson.

“A Fecic é o momento de socialização e aprendizagem. Compartilhamos o conhecimento com os colegas e a comunidade e, além disso, ajuda bastante nos conteúdos de História” reconheceu a estudante.

Estimular o desenvolvimento da pesquisa científica

Para a diretora Maria Sônia de Oliveira, atividades como a Fecic são de extrema relevância no sentido pedagógico, já que trabalha a interdisciplinaridade.

“A iniciativa desperta nos alunos o interesse pela pesquisa, há o compartilhamento  dos conteúdos e ainda a divulgação da produção científica”,  disse.

Como salienta a diretora da DRE 5, Maria Laurita Almeida, a Fecic é mais uma iniciativa sinônimo de sucesso do Colégio Estadual General Calazans. “A ação reflete como um meio de incentivo e estimula a inserção dos estudantes na pesquisa científica”.

General Calazans

Ainda conforme a diretora, há poucos dias o docente Nilson Santos teve uma pesquisa reconhecida no Rio Grande do Sul.

“A 31ª Mostratec é a maior feira de ciências da América Latina, e na oportunidade o Colégio General Calazans foi premiado.  Hoje é o momento de todos os estudantes do General Calazans participarem de uma iniciava que colabora nesse processo de ensino e aprendizagem para além da sala de aula”, verificou Maria Laurita.

Na 31ª Mostratec quem participou juntamente com o professor Nilson Santos foi o aluno do 1° ano, José Matheus Santos Gomes. Eles apresentaram o estudo intitulado Astrofotografia Alternativa.

Para o jovem pesquisador é gratificante se envolver em eventos científicos. “Hoje estou participando da sala temática de astronomia e realizando uma explanação sobre galáxia, berçário de estrelas e estação espacial internacional. Eu aprendo mais e repasso o conhecimento de forma leve e até divertida”, completou o estudante.

Por Lívia Lessa

Comente: