Governo de Sergipe inicia distribuição de sementes para agricultores familiares

Sementes foram adquiridas por meio de parcerias com FIDA, Embrapa e Di Solo e mais de 40 toneladas de sementes de milho, feijão, sorgo e hortaliças serão distribuídas para o plantio

O clima favorável e a semente na mão do agricultor são sinais de boa safra. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura do Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), já começou a realizar a distribuição de sementes para agricultores familiares. Diferente dos anos anteriores, este ano, as sementes foram adquiridas através de parcerias com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e com a empresa Di Solo, distribuidora de sementes certificadas. Tradicionalmente, as sementes distribuídas pelo Governo de Sergipe eram adquiridas a partir do Fundo Estadual de Combate à Pobreza, cujos os recursos, este ano, estão sendo aplicados em ações de enfrentamento à pandemia, como o Cartão Mais Inclusão e, dentro em breve, o Programa de Aquisição de Alimentos.

Com todos os cuidados recomendados pelas organizações de saúde para a prevenção do contágio pelo do novo coronavírus, a primeira etapa da distribuição começou na quinta-feira (28), nos municípios de Canindé de São Francisco e Poço Redondo. As sementes da primeira entrega foram do lote doado pela Embrapa (800 kg de milho e 800 kg de sorgo), que são fruto do projeto Lagos do São Francisco, resultado de parceria com a Chesf e que, em Sergipe, conta com o apoio da Seagri e das prefeituras dos municípios atendidos. Segundo o secretário de Estado da Agricultura, André Luiz Bomfim Ferreira, a segunda etapa do Programa de Distribuição de Sementes, que contempla outros municípios, vai acontecer na primeira semana deste mês de junho.

“O novo lote de sementes é resultado da parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), através do Projeto Dom Távora, e com a empresa do setor agrícola Di Solo. E ainda teremos um suprimento de sementes de hortaliças. Devido à destinação prioritária de recursos para o combate à Covid-19, fomos autorizados pelo governador Belivaldo Chagas a buscar parcerias para dar continuidade ao programa de distribuição de sementes e, dessa forma, apoiar o agricultor familiar nesse momento tão difícil. Serão mais de 40 toneladas de sementes de grãos distribuídas em diversos municípios, aproveitando o período de plantio agora, entre final de maio e início de junho. Teremos milho, feijão, sorgo e hortaliças, que são as sementes mais importantes para os nossos agricultores”, destaca André Bomfim. Ainda segundo o secretário, nas próximas semanas, serão divulgadas informações a respeito do Programa de Aquisição de Alimentos, que irá auxiliar os produtores no escoamento da sua produção, dificultada pela pandemia.

O pesquisador responsável pela coordenação do Projeto Lagos na Embrapa, Robert Correia, conta que, além das sementes doadas, outras ações irão beneficiar agricultores familiares sergipanos. “O Projeto possui 10 Planos de Ação (bovino, caprino, ovino, abelhas, fruticultura de sequeiro e em área irrigada, hortaliças, recuperação de mata ciliar, beneficiamento de frutas e leite e culturas alimentares), tem duração de três anos, com previsão de beneficiar diretamente e indiretamente 4.000 produtores, envolvendo 12 municípios de quatro estados (SE, AL, BA e PE), sendo Canindé de São Francisco, Nossa Senhora da Glória e Poço Redondo em Sergipe”, afirma. Robert ressalta, ainda, a importância da doação, que servirá de reserva alimentar para os rebanhos, considerando ser este um ponto crítico para os produtores do semiárido nordestino.

Comente: