Governo de Sergipe entrega cestas de alimentos a comunidades quilombolas

Governo está destinando 2.500 cestas às comunidades não contempladas pelas entregas recentes da Fundação Palmares. Ao final da ação, somando as duas entregas, cerca de 5.300 cestas básicas terão sido entregues a 45 comunidades quilombolas de Sergipe

Até o dia 10 de novembro, a Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias) realiza a entrega de cestas de alimentos a comunidades quilombolas localizadas em 12 municípios sergipanos. O Governo de Sergipe está destinando 2.500 cestas às comunidades não contempladas pelas entregas recentemente realizadas pela Fundação Palmares. Ao final da ação, somando as duas entregas, cerca de 5.300 cestas básicas terão sido entregues a 45 comunidades quilombolas de Sergipe.

A assistente social diretora de Inclusão e Direitos Humanos da Seias, Lídia Anjos, explica sobre os critérios utilizados para definição dos quantitativos destinados a cada comunidade. “O número de cestas foi definido a partir de critérios de razoabilidade e com base numa média calculada a partir de informações adquiridas em fontes oficiais, como o Cadastro Único Para Programas Sociais (CadÚnico), o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e o Ministério Público Federal (MPF)”, conta.

Ainda segundo a diretora, a Seias decidiu ampliar o número de cestas com as quais havia se comprometido inicialmente, a partir da informação, recebida das lideranças quilombolas, de que a realidade atual da demanda é maior que a formalizada nas fontes oficiais. “Por isso, se faz tão necessária a atualização de informações sobre as comunidades. Isso auxiliará na gestão da política quilombola a ser construída com as comunidades. Nos comprometemos a prestar as orientações e fazer as articulações necessárias para atualizar os dados quilombolas a partir do Cadastro Único, banco de dados oficial da política de Assistência Social. Esse processo deverá se iniciar assim que as lideranças entregarem, à Diretoria de Direitos Humanos da Seias, uma relação atualizada com nomes das pessoas, CPF, NIS, dados para contato, indicação de quilombo e município”, destacou Lídia.

Coordenadora do Movimento Quilombola de Sergipe, Xifroneze Santos é liderança do Quilombo Caraíbas, em Canhoba, que reúne 256 famílias. “Essas cestas estão sendo destinadas a famílias que necessitam muito receber, porque estão vivendo momentos muito difíceis, de muita carestia e de pouca renda. Estamos recebendo 170 cestas, um número muito importante, neste momento. Precisamos batalhar por mais, porque nosso povo precisa, enquanto não se tem onde produzir. Essas políticas aliviam um pouco do sofrimento das comunidades”, pontuou.

Já Maria Normélia Melo, mais conhecida como ‘Mel’, representa o Quilombo Patioba, no município de Japaratuba, e revela que a comunidade foi contemplada com 155 cestas de alimentos. “Nesse momento de pandemia que a gente ainda vivencia, essa entrega é muito importante, porque várias famílias hoje sofrem, em vulnerabilidade social – umas mais que outras. E isso traz uma expectativa de dias melhores para essas famílias, que vão ter alimentos nas suas mesas. Então pra gente é de suma importância. Por isso a gente, desde já, agradece o Governo do Estado por se comprometer em ajudar as famílias não só do nosso quilombo, mas dos demais quilombos de Sergipe também”, concluiu.

Comunidades contempladas

Os municípios e as respectivas comunidades quilombolas que estão sendo contempladas pela Seias são: Amparo do São Francisco (Lagoa dos Campinhos), Brejo Grande (Carapitanga, Brejo Grande, Brejão dos Negros e Resina), Canhoba (Caraíbas), Estância (Porto D’Areia e Curuanhas), Frei Paulo (Catuabo), Japaratuba (Patioba), Lagarto (Campo dos Crioulos, Crioulos, Madanela, Pindoba e Saco do Tigre), Pirambu (Alagamar), Porto da Folha (Mocambo), Riachão do Dantas (Forras e Palmares), Simão Dias (Sítio Alto), Siriri (Castanhal e Lagoa Grande).

Comente: