Governo apoia 34º Festival de Artes de São Cristóvão

Considerado um dos eventos culturais mais importantes do estado, o FASC volta, após 12 anos de interrupção, com uma programação recheada de artistas e atrações consagradas

O prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, lançou oficialmente a programação do 34º Festival de Artes de São Cristóvão (FASC), na manhã desta terça-feira, 07, durante um café da manhã para imprensa e comunidade artística. Considerado um dos eventos culturais mais importantes do estado, o FASC volta, após 12 anos de interrupção, com uma programação recheada de artistas e atrações consagradas.

Para o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, o evento marca o renascimento de um dos mais importantes movimentos culturais do Estado de Sergipe. “Por ter vivido todo esse momento do FASC em seus tempos áureos, encaramos esse retorno como uma obrigação com população da nossa cidade, e com o cenário cultural do nosso Estado. Retomamos esta tradição com a perspectiva de que continuemos pelos próximos anos, sempre aumentando nosso campo de atuação”, argumentou.

Segundo o superintendente executivo da secretaria de Estado da Cultura (Secult), Irineu Fontes, o FASC tem um valor sociocultural que transcende o espaço geográfico e a dimensão artística do evento. “As culturas se criam, alteram-se e se ressignificam. Ou seja, se reinventam. E assim está sendo feito com o maior Festival de Artes das décadas de 70 e 80, o FASC. Recebê-lo de volta é um suspiro de esperança na luta pela democracia, na ampliação das políticas para a cultura e no compartilhamento da arte com a população”, avaliou.

Esta edição terá entre as atrações nacionais Nação Zumbi, Otto, Margareth Menezes, Os Filhos dos Caras, além do show dos sergipanos de Mestrinho, The Baggios, Joésia Ramos, Heitor Mendonça, Lacertae, Chiko Queiroga e Antônio Rogério, Orquestra Sinfônica de Sergipe, Orquestra Sânfonica e Orquestra Sinfônica da UFS. A programação conta ainda com apresentações teatrais do Imbuaça, Mamulengo, como também cortejos com grupos folclóricos, intervenções artísticas e oficinas.

O FASC iniciará no dia 30, quando a UFS realizará o “Fórum Pensar São Cristóvão”, espaço dedicado a uma análise da arte produzida na cidade e no Estado, com o intuito de reunir artistas e a sociedade para uma conversa aberta sobre as produções locais. Outros artistas sergipanos (da música, cinema, teatro, dança e artes visuais) serão contratados através de edital de credenciamento disponível no site www.fasc.saocristovao.se.gov.br.

Sobre o FASC

Criado na década de 70, o FASC foi elaborado nos corredores da Universidade Federal de Sergipe (UFS), que viu na expressão artísticas dos alunos o mote para desenvolver um evento que abrangesse dança, música e teatro, contemplando questões ligadas ao desenvolvimento intelectual da universidade. Nas últimas edições, no entanto, a universidade não estava presente na organização, retomando este ano.

O 34º FASC será realizado a partir de emendas federais, oriundas dos deputados federais João Daniel e Fábio Reis, além de apoio de verbas da iniciativa privada e de empresários que entendem a importância do evento. São emendas federais do turismo e da cultura que servirão para pagar parte da estrutura física e parte dos artistas nacionais. O evento conta ainda com o apoio da Maratá, Fecomércio, Caixa Econômica Federal, Banese, Jaguar, Vitória Transporte e Governo de Sergipe.

Com informações: Prefeitura Municipal de São Cristóvão

Comente: